Em Caminho das Indias, Ivone lava nossas almas traídas e deixa lição para maridos infiéis.

Quem nunca foi traída?

Em Caminhos da India, Ivone lavou a alma das "fiéis" de todo o Brasil e pode-se dizer que até do mundo, apesar de sua personagem ser uma vaca psicopata eu adorei ver o que ela fez com Raul.

Eu nunca fui trocada por outra, como o Raul fez com Silvia na novela, mas, sempre vem aquele pensamento - "Ela não vai tratar você como eu...Ela vai aprontar com você e vai se arrepender...você vai se dar mal e etc."

Já fui traída!!! e quando assisti aquela cena, confesso que lavei minha alma, foi como se eu estivesse fazendo aquilo com o Raul, me bateu um sentimento de dever cumprido e o mais engraçado é que eu estava apenas assistindo a novela UAL! aquela sensação foi maravilhosa.

Na ficção, Raul não pensou duas vezes, entre largar sua mulher, filha e família para tráz e arriscar uma aventura. Ele passou por cima dos sentimentos dos outros e antes disso fez sua família sofrer com sua indiferença, ou seja, ele plantou e no fim acabou colhendo e além de tudo está no "miserê", sem nada. Vê-lo desorientado foi a melhor parte além do momento em que ele acessa sua conta bancária e ver vários "zeros negativos" rsrsrs

Isso acontece na vida real também, homens inpiedosos, que largam suas esposas dedicada em prol de uma aventura e se dão mal. Por vezes somos humilhadas sem piedade, somos agredidas psicologicamente e verbalmente, somos reduzidas a nada e é assim que nos sentimos quando somos traídas (falo por experiencia própria) e as vezes somos tão dependente da outra pessoa que esquecemos nossos valores humanos e valores de mulher nos humilhando diante desses bárbaros.

Eu costumo dizer que "homem é uma mal necessário", mas revendo meus conceitos, nem tanto sabia? Nós somos muito mais necessárias na vida deles. Por fim, no meu caso ele descobriu tarde que o que tinha feito foi um grande erro, não voltei atrás em minhas decisões e simplesmente segui em frente, e mesmo não estando juntos eu nunca o perdoei por isso, sempre achei que crise conjulgal se resolvessem entre casais, mais ele foi imaturo demais para compreender isso e enfiou uma terceira pessoa em nossa relação.

Quando vi Ivone batendo a porta e o Raul algemado na cama e indefeso, pensei primeiro nele(...) e depois em todos os canálias do mundo, que já nos fizeram chorar, já nos deprimiram, já nos reduziram a pó passando por cima dos nossos sentimentos. Meu esposo estava do meu lado assistindo a cena, e eu com aquele sorriso de satisfação no canto da boca, e ele me perguntou se eu não estava com pena e eu então respondi, se ele não teve pena de largar sua família pra ficar com Ivone, então, ele não é digno nem da minha pena.

Adoraria parabenizar pessoalmente a autora Gloria Perez, a cena literalmente lavou nossas almas traídas.

E vocês, que sentimento aflorou ao assistir a melhor cena da novela?

Comente

Assuntos relacionados: caminho das índias ivone raul marido novela