E se ele não quiser ter filhos?

E se ele não quiser ter filhos

As mulheres têm se casado cada vez mais tarde, mas, independente da idade, um desejo ainda norteia a vida de muitas delas: o de ter filhos. Só que nem sempre o homem por quem nos apaixonamos tem o desejo de ser pai. E agora: o melhor é tentar convencer o rapaz ou desistir logo da relação?

Tentar mudar a cabeça do parceiro, na opinião da psicóloga clínica Camila Dicolla Marchesini, não é a melhor solução, pois se trata da vida de duas pessoas e não de uma competição na qual vence quem tem o melhor argumento. "Se ficar claro que o casal tem opiniões divergentes, desistir - dos filhos ou da relação - será uma opção. Essa decisão pode ser bastante difícil e procurar apoio psicológico pode ajudar", diz.

Ter ou não filhos é mais um dos valores que estabelecemos para guiar nossas vidas e um assunto como este precisa ser discutido logo no início da relação, não como uma forma de interrogatório, mas de forma natural. "Uma conversa sincera, na qual cada um coloca as razões pelas quais quer ou não ter filhos, precisa acontecer. O que vale aqui é a troca de informações, é saber quais são os medos e as expectativas que se tem em relação a isso", argumenta a psicóloga.

Dra. Camila acredita que os motivos pelos quais alguns homens não querem ter filhos estão ligados à própria história enquanto filho e a uma concepção de paternidade ligada a sentimentos negativos. Ele pode entender que ser pai é não ter mais tempo para outros prazeres, não saber se vai amar a criança ou se vai saber cuidar dela e ter medo de não conseguir sustentar um filho ou de ter alguém que dependa apenas dele.

"Este homens pode também ter medo de fazer o filho sofrer como ele sofreu ou até mesmo de não conseguir proteger uma criança do mundo como é hoje", pensa a profissional. "Outro motivo pode ser o tipo de relação que ele tem com a mulher. Homens podem não querer filhos porque eles representam um vínculo eterno com alguém que eles talvez não tenham certeza se querem ter presentes em suas vidas."

Há casos de mulheres de engravidam "de surpresa". Mas para a psicóloga, atitudes como essa pode não surtir o efeito desejado. Tudo vai depender dos valores de família que o homem possui, assim como seus valores morais.

"Ele pode entender que a mulher o traiu e terminar a relação, negando ou não esse filho. De qualquer forma, engravidar de forma não planejada pelo casal vai sempre trazer dificuldades extras, mesmo que ele mude de ideia. Uma responsabilidade dessas ‘de surpresa’ é sempre um baque, mesmo quando ambos sempre desejaram ter filhos", comenta.

Idade avançada ou querer ser eternamente livre são alguns dos motivos que podem ser adotados pela mulher para tentar entender o desinteresse do parceiro de ter filhos. Entretanto, Dra. Camila acha que o quesito idade é muito mais problema para a mulher do que para o homem, uma vez que ele sofre bem menos com oscilações hormonais e seu período fértil, assim como sua disposição física, dura mais tempo.


"Já ser um eterno solteirão não está ligado e nem justifica a falta de vontade de ser pai. O que observamos em alguns casos são homens que não se casam, mas adoram os filhos e têm mais de um com mulheres diferentes", diz. "Até mesmo as mudanças culturais - envelhecimento da população e diminuição no número de filhos - envolvem muito mais o papel da mulher do que do homem. Hoje a decisão de aumentar a família depende muito mais da disponibilidade da mulher", finaliza.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente