E quando a admiração acaba?

admiração acaba

© Pinto/Corbis

A paixão e a admiração costumam andar de mãos dadas no início dos relacionamentos. Porém, as características que eram tão boas no começo do namoro podem ser fruto de uma percepção alterada pela empolgação. Quando o seu companheiro não é mais o mesmo, como reagir? Se a admiração acaba, talvez esteja na hora de rever seus planos para o futuro.

Isso aconteceu com Leidiane Faria, de 25 anos, que, como disse, conheceu um rapaz atencioso, carinhoso, bom de cama e sem vícios. "Fomos começando a brigar muito. Nos separávamos por uns dias e ele vinha, pedia desculpas e demonstrava que havia voltado a ser o cara que eu tinha conhecido", conta a moça.

O problema é que dali uma semana ele voltava a ignorar e tratar Leidiane com brutalidade novamente. O rapaz começou a beber e, por fim, usar drogas. "Ele chegou a me agredir, tanto física quanto verbalmente. Fiquei tão traumatizada que só consegui ter contato com outro homem um ano depois da separação", confessa.

Caso similar aconteceu com Edjanne Rodrigues, de 25 anos, que tinha acabado de sair de um relacionamento ruim e encontrou no ombro amigo um ótimo namorado. Até certo ponto: "Ficávamos muito tempo juntos e essa proximidade me fez perceber coisas que ele parecia esconder. Ele mentia facilmente e tentava me fazer mentir também. Era, inclusive, cúmplice da infidelidade de um amigo", explica.

Edjanne foi maltratada pelo rapaz e descobriu, por meio de um perfil falso na internet, que ele a trairia assim que tivesse oportunidade. O caso se agravou quando a moça descobriu estar grávida de sete meses do ex. Ao procurar os familiares do rapaz, eles reprovaram sua atitude e negaram dar qualquer tipo de contato.

Como reagir?

Pequenas decepções acontecem quando começamos a nos relacionar com alguém e projetamos todos os nossos sonhos naquela pessoa. Por fim, o que idealizamos em nossa mente muitas vezes não se concretiza. Nesse caso, vale rever suas próprias ideias, conversar com seu parceiro e esclarecer eventuais pontos obscuros da relação.

O assunto fica mais grave quando as mudanças são radicais, prejudiciais e/ou agressivas. No caso das mulheres citadas anteriormente, o companheiro ficou agressivo e se mostrou uma péssima pessoa para manter um relacionamento duradouro e construir uma família. "Aconselho que as mulheres olhem as coisas de forma mais racional. Antes de se aprofundar em um relacionamento, conheçam realmente os pretendentes", afirma Edjanne.


Juliany Bernardo (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: relacionamento amor decepção admiração