Divisão de tarefas melhora o casamento

Divisão de tarefas melhora o casamento

Foto: Felipe Morozini

As mulheres conquistaram lugar no mercado de trabalho, chefiam famílias e ocupam espaços que eram totalmente masculinos. Ou seja, nos últimos anos muita coisa mudou, porém no meio de tanta novidade, uma coisa não está tão diferente assim. É que hoje ainda é muito comum que as tarefas domésticas continuem sendo um assunto totalmente feminino.

Porém uma pesquisa mostrou que a mulher sobrecarregada com as várias tarefas de casa, filhos e trabalho sente falta de ajuda dos companheiros nas atividades domésticas. Elas querem esse compartilhamento já que só assim elas teriam mais tempo de cuidar de si mesmas.

Estando sobrecarregadas elas ficam sem tempo para outras coisas, inclusive para o marido. Segundo a pesquisa, 78% afirmam não ter tempo para sexo e relacionamentos. De acordo com os responsáveis pela pesquisa desenvolvida pela empresa Triad Consulting o excesso de tarefas faz com que as mulheres tenham um senso de urgência muito elevado, isto é, elas passam a resolver aquilo que é prioritário e o que é importante para os outros, assim, esquecem até de si mesmas.

Para as mulheres que participaram do levantamento, o fato de não haver o compartilhamento de tarefas domésticas adequado tem a ver com o fato dos homens acabarem se acomodando, uma vez que sabem que a mulher não deixará de realizar o que precisa ser feito dentro de casa. Isso se deve a referências do passado que não deveriam mais ser lembradas hoje em dia. Afinal, antigamente a maioria das mulheres só trabalhava em casa, hoje elas adquiriram diversas outras obrigações.

A conclusão dos responsáveis pelo estudo é que o mundo mudou e isso precisa ser levado em conta pelos maridos, já que a divisão justa das tarefas do lar tem como resultado direto um casamento mais feliz e com mais sexo.


O Vila Dois torce para que na sua casa as tarefas já estejam dividas, se ainda não estiver, não esqueça de mostrar essa matéria para o maridão!

Por Larissa Alvarez

Comente