Difícil demais

Por que é tão difícil encontrar um cara que preste? Eu sei, eu sei... estou cada vez mais exigente. E com razão. Eu evoluí. Depois dos 35 anos, eu finalmente me situei e então caí na real de vez. A dura realidade me jogou na cara que homem perfeito não existe. Oh, céus... eu já deveria saber disto. Mas eu insisti, insisti, quebrei a cara e cá estou eu. Sozinha, sem filhos e sem vontade de tê-los. Se há 20 anos, em plena adolescência ingênua, alguma cartomante me dissesse que quando eu tivesse 38 anos de idade estaria sem marido e sem kids, teria me atirado debaixo do primeiro caminhão que passasse na minha frente. Porém, os deuses foram maravilhosos comigo. Não casei, não tive filhos, faço o que eu quero, na hora que eu quero. Tenho meus romances e não fico chorando por homem nenhum. Aí acontece o seguinte. No meio desta minha independência toda, eu vejo mulheres com seus respectivos companheiros. Parece que todo mundo tem namorado, menos eu. Será que elas são felizes com eles? Muitas não, eu tenho certeza. Até acho que posso ser motivo de inveja para muitas mulheres. Pelo menos, sou livre. Mas... bem que eu queria que alguém bem fofo colocasse umas algemas em mim. E o inverno já tá chegando aqui no sul. Não! Eu não quero passar mais um inverno sozinha! Liberdade só e legal no verão.

Comente

Assuntos relacionados: amor liberdade