Descobri o ciúme!

Sempre me tive como uma mulher não ciumenta. Hoje, no entanto, estive pensando se por acaso meu marido viesse a ficar "sozinho", seja lá qual fosse o motivo, já ouvi muitas, muitas mulheres com esse assunto e elas sempre falam que as "outras" teriam as roupas e as jóias que nunca tivemos, fariam as viagens que nunca fizemos e economia seria palavra desconhecida, e por assim a fora. Não que eu discorde delas, mas o que eu penso a mais é que me fez descobrir um ciúme estranho. É estranho essa sensação de saber que a "outra" (que com certeza viria, isso é tão certo quanto 1+1 são 2) receberia o que o beijo apaixonado, o olhar nos olhos, as juras de amor, as cestas de café da manhã com flores, os carinhos, os poemas desejando ser um beija-flor, a mão na cintura, o abraço apertado, o cuidado com a amada, as longas conversas, a nova posição para o amor, as carícias com paciência... isso sim me causa dor, me aperta tanto o peito que minha respiração fica curta e preciso suspirar profundo para forçar o ar entrar nos pulmões e levar oxigênio ao meu cérebro para que eu possa pensar e sair desse momento de tortura.Não sei o que houve comigo hoje, acho que o clima nublado deixou uma nuvem cinza sobre minha cabeça. Agora é pedir para que Deus sopre com seu amor e misericórdia e desfaça essa nuvem rsrsrs... (O pássaro pode voar sobre nossa cabeça, mas deixá-lo fazer ninho  é uma decisão nossa, e na minha não!!!) Pois eu já amava meu marido sem mesmo saber quem ele era. Cultivei em meu coração amor por aquele que seria o escolhido por Deus para ser meu companheiro, nem sei se saberia deixar de amá-lo, talvez isso me tenha feito desenvolver esse sentimento de posse.

Comente

Assuntos relacionados: desabafo