De volta a vida de solteira

De volta a vida de solteira

Quem já terminou um namoro longo sabe como é difícil ‘voltar a ativa’. Além de ter que adquirir novamente o ritmo das amigas solteiras, muitas vezes a gente ainda não se sente a vontade em lugares frequentados por quem não namora.

O terapeuta especialista em relacionamentos Sergio Savian, autor do blog www.sergiosavian.com.br/blog, explica que normalmente a mulher que esteve comprometida por muito tempo desenvolveu alguns hábitos que precisam ser revistos, como por exemplo, sair sempre com outros casais e fazer programas caseiros. "Se ela pretende conhecer novas pessoas e, particularmente, envolver-se com outro homem, terá que sair de casa, buscar outras companhias".

Quando se pensa em pessoa solteira saindo, logo vem em mente uma balada. O problema é que muita gente não gosta ou se sente bem em ambientes assim. Se esse é seu caso, saiba que não há mal nenhum em ter uma vida nova sem ela. "Ninguém é obrigado a gostar de baladas. Aliás, a balada nem sempre é o melhor lugar para você conhecer alguém interessante. Ali é difícil levar um bom papo, você encontra muita gente alcoolizada. Pessoas mais sensíveis preferem frequentar lugares sensíveis".

Uma coisa é certa: se você só faz programas familiares ou se sai somente com os amigos antigos, não criará novas oportunidades. Por isso, a dica do especialista é usar a criatividade. "Aceite convites, vá a festas, inaugurações, estréias. Incremente sua vida cultural, participe de palestras, cursos, desenvolva hobbies. Assim você fará contato com outras pessoas".

A internet e os sites de relacionamento tem sido cada vez mais usados para este fim. E essa é também uma opção. "É certo que a busca virtual é trabalhosa e exige cuidados, mas considere que também pode aproximar pessoas que você jamais conheceria de outra forma".


Se a sua ideia não é curtir a vida de solteira, mas sim engatar um outro amor. Anote a dica de Sergio para aproveitar essa fase: "Se você dedicava muitas horas por dia para sua antiga relação, agora deve dedicar um bom tempo para ter uma vida boa, criativa, abrindo espaço para novos contatos. O que não vale é ficar reclamando da nova vida. Aproveite-a".

Por Larissa Alvarez

Comente