De São Paulo para Ilha Bela: conheça a história do Casal Sem Vergonha

De São Paulo para Ilha Bela conheça a história do

Foto: Reprodução/ Razões para acreditar

Tomar uma iniciativa que pode dar uma virada de 360 graus na vida é o que muitos profissionais querem, mas poucos têm coragem de tirar o sonho do campo das ideias. O jeito é tentar empurrar com a barriga e quando o estresse estiver além do limite, reclamar da vida e desabafar com os amigos, não é? Não! De jeito nenhum!

Eme Viegas e Jaque Barbosa (criadores do blog Casal Sem Vergonha) decidiram sair da inércia e se jogar num caminho onde não sabiam ao certo onde ia dar. Largaram suas respectivas profissões. Ele publicitário, ela tradutora, se mudaram para Ilhabela, litoral norte de São Paulo, e transformaram em negócio algo que amavam fazer: blogar!

"A frustração gerou o movimento. Eu era publicitário há 10 anos e não tinha mais tesão por trabalhar em agência. Queria criar algo autoral, que tivesse realmente significado pra mim", explica Eme. "A Jaque também estava frustrada na profissão de tradutora", completa.

A dupla está junta há quatro anos. E sabe onde se conheceram? Na internet, através do Orkut! E naquela época nem imaginavam que a parceria na vida também renderia frutos no ramo dos negócios. O que aproximou Eme e Jaque foi o fato de gostarem de falar sobre os mesmos assuntos: sexo e relacionamentos. Entender relações, criar conceitos e analisar comportamentos.

Após muito papo sobre o tema surgiu a ideia de criarem juntos um livro com o ponto de vista dos dois sobre relacionamentos. Mas viram que o processo de publicar um livro seria muito demorado. Daí o projeto mudou para a criação enfim do blog "Casal Sem Vergonha". "Começamos com os vídeos do vlog, e depois com textos diários no site, produzidos pela gente. Mais tarde, os colunistas foram chegando para trazer mais pontos de vista também", esclarece Jaque.

O Hypeness veio na sequência. A criação inicial foi do Eme e depois Jaque entrou como sócia. "Os projetos surgiram como uma forma de resolver essa frustração da nossa vida e irmos atrás da nossa felicidade", conta a ex-tradutora.

Para abastecer os blogs, Eme e Jaque passaram a trabalhar de casa. Quando o negócio deu certo, eles realizaram um sonho: saíram de São Paulo, em busca de cidade mais tranquila e de uma vida mais alternativa. Destino? Ilhabela, litoral norte de São Paulo. "A gente já vinha passar feriados e férias nessa agrovila onde moramos hoje. Fizemos a mudança quando começamos a conseguir nos manter somente com os blogs", diz Eme.

Jaque explica que a dupla ia passar um mês no litoral. Mas aí foram ficando, ficando, e já estão por lá há um ano e meio. Mas não pretendem fincar o pé por lá pelo resto da vida. "Ainda queremos viajar bastante, seguindo esse movimento da Wireless Generation, que permite que cada dia mais as pessoas trabalhem de onde quiser, somente com uma conexão com internet", planeja.

A mudança fez muito bem ao casal. Jaque e Eme não tinham passado pela experiência de morarem juntos até se mudarem para Ilhabela. Felizmente deu muito certo. "Somos parceiros, na vida e nas profissões. Acho que quando há uma relação de respeito e quando a vontade de ficar junto é maior do que os benefícios de estar solteiro, tudo flui bem. Hoje somos muito mais próximos e parceiros do que no começo", comemora Jaque.


Os negócios também agradecem. Para a ex-tradutora é inspirador estar em contato com a natureza e trabalhar num lugar onde você se sente bem. Eme completa revelando que, desde que se mudaram para Ilhabela, os projetos e as estatísticas só aumentaram e os acessos aos blogs continuam em crescimento constante. "Estar aqui permite que nos livremos de algumas coisas na cidade que nos estressam e nos fazem perder muito tempo, como filas, trânsito, medo de violência entre outros."

Jaque afirma que os assuntos publicados no Casal Sem Vergonha são vividos e muito discutidos na sua relação com Eme. "Só escrevemos aquilo que acreditamos. E os conceitos que norteiam o site são formados com opiniões nossas na vida real."

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente