Curiosidades sobre o Valentine’s Day

Valentine’s Day

© Tim Pannell/Corbis

Você sabia que, só nos Estados Unidos, são vendidas 35 milhões de caixinhas de bombons em formato de coração para o Valentine’s Day? Tinha ideia de que são produzidas 220 milhões de rosas vermelhas para o feriado? Pois é! A data de 14 de fevereiro segue uma tradição de séculos em prol do amor.

Mas demorou muito para que a data se tornasse uma tradição. Só lá para 1840 foi que ela explodiu pelo mundo e se tornou sinônimo de romance. Nos Estados Unidos, por exemplo, 62% da população comemora atualmente o feriado, que se tornou o de mais consumo e o mais celebrado depois do Natal. Para se ter uma ideia, são mais de 20 bilhões de gastos só com doces, flores, joias e cartões - que somam 1 bilhão de unidades por ano ao redor do planeta! E já foi contabilizado mais de 6 milhões de casais que escolheram a data para começar a namorar ou noivar também.

E quem pensa que são apenas os norte-americanos que comemoram o Valentine’s Day se engana. Além de ser tradicionalmente celebrado por todo o hemisfério norte - como Reino Unido, Canadá, Holanda, França, Dinamarca, Finlândia, Suécia, Suíça, Irlanda, Islândia, Itália - o Valentine’s Day é conhecido como o Día del Amor y Amistad em diversos países da América Latina - como México, Equador, República Dominicana, Costa Rica, El Salvador, Panamá, Honduras, Peru, Guianas, etc.

Boa parte da Ásia também adotou o feriado, especialmente o sudeste asiático. Na Coréia do Sul e Japão, por exemplo, o costume é de as mulheres presentearem os homens. Já em países como Singapura, Malásia, Índia e Tailândia a troca de presentes acontece entre casais, amigos e familiares próximos. Em Taiwan, China, Iraque, na Faixa de Gaza, Cisjordânia e Jordânia a comemoração também vem ganhando peso. Na Oceania, principalmente Austrália e Nova Zelândia, e na África, especialmente em localidades urbanas do Egito, a coisa não é diferente.

Interessante que o Valentine’s Day se tornou sinônimo de carinho. Não é uma data exclusiva para aqueles que têm companhia romântica. Amigos e familiares demonstram seu amor por meio de cartões e presentinhos também. Mesmo que no Brasil o Dia dos Namorados só seja celebrado em 12 de junho, nada impede que você entre na energia de afeição do resto do mundo e presenteie aqueles que ama.

Afinal, mesmo um docinho, um cartão ou uma flor vindo de quem se gosta faz toda a diferença, não é?

São Valentim: o santo do amor

Tudo começou no século III, nos arredores do império romano, mais precisamente na cidade de Terni, quando percebeu-se a dificuldade de recrutar soldados para novas legiões. Isso porque os homens não queriam abandonar suas namoradas, esposas e amadas para guerrear. Sendo assim, o imperador Claudio II proibiu qualquer tipo de casamento ou noivado na região.


Por Alessandra Vespa (MBPress)

Comente

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?