Como aproveitar melhor as viagens a dois?

Aproveite melhor o clima de romance ao lado de quem você ama. Confira dicas para deixar a viagem ainda mais especial
viagem casal

Foto - Divulgação

Quem não quer passar mais tempo ao lado do parceiro? São poucos os casais que conseguem se ver todos os dias ou todos os finais de semana. E para estreitar ainda mais os laços nada melhor do que uma viagem a dois, não é verdade?

Entretanto, se ela não for muito bem planejada, pode virar sinônimo de briga. O primeiro problema que ocorre é a cobrança, principalmente quando uma das partes precisa adiar o passeio de última hora porque não consegue sair do trabalho a tempo.

As frases: "Mas você prometeu que isso não ia acontecer" ou "Já estava tudo programado", sempre vão aparecer. "Por isso, os compromissos do dia a dia precisam ser bem planejados para que estes imprevistos não acabem com a empolgação", explica o psicólogo Thiago de Almeida, especialista no tratamento das dificuldades nos relacionamentos amorosos e autor do livro "A Arte da paquera: inspirações à realização afetiva" (Ed. Letras do Brasil).

Outra dica do Dr. Thiago é o casal se lembrar de fazer roteiros para as diferentes mudanças de tempo. "É preciso ter sempre um plano B. O local a ser visitado pode estar fechado ou haver um trânsito terrível para impedir algum compromisso. Essas adversidades precisam servir como ponto de união e são alguns dos fatores que contribuem para que um relacionamento dê certo", diz.

E na hora de pensar o destino, o casal deve levar em consideração os gostos dos dois. Não adianta o rapaz querer fazer rapel se ela não gosta de adrenalina, por exemplo. O passeio precisa ser estimulante para os dois.

Outra atitude errada durante viagens desse tipo é quando uma das partes leva trabalho ou um livro para o passeio. "Nada impede que você faça palavras cruzadas enquanto seu companheiro tira um cochilo ou vice-versa, mas não dá para ficar o tempo todo lendo. A viagem serve para ter mais tempo com o parceiro, conversar, investir na relação", alerta o especialista.

Dr. Thiago conta também que nessas viagens as pessoas relaxam e ficam mais próximas para reafirmarem suas presenças dentro de um relacionamento. "Todos os dias, de alguma forma, os parceiros se cortejam, mas, neste caso, sair da rotina se assemelha a um momento lúdico, para que um analise o comportamento do outro".

Na viagem acontecem muitas coisas legais quando os casais estão juntos. Nelas, o rapaz consegue perceber, por exemplo, se a moça é realmente aventureira ou mais tranquila. "Ninguém possui um repertório pronto para vivenciar este momento. E o mais interessante é poder descobrir e se surpreender com as emoções da outra pessoa. E sabendo disso, fica mais fácil encontrar roteiros que possam ajudar um a curtir o outro em suas diferentes facetas", comenta Dr. Thiago.

Um detalhe importante: o homem não deixa de ser quem é porque está em viagem. O mesmo acontece com a mulher. O ciumento ou tímido no dia a dia é assim também fora da rotina. E algumas características dos sexos são evidenciadas quando se passa a ter mais contato. "Se a mulher gosta de passar horas fazendo compras, isso ficará mais claro durante a viagem. São coisas que o rapaz não percebe no cotidiano, quando está no trabalho".


O psicólogo afirma ainda que uma viagem pode ser sim um termômetro para a relação. E se não deu certo de primeira, nem sempre significa que não vai dar certo na segunda ou que o companheiro não serve. Na verdade, esta acaba sendo uma oportunidade para remanejar o destino e acertar da próxima vez. "Após detectar os erros, é importante fazer uma prevenção para que eles não voltem a acontecer", deixa a dica.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente