Ciúmes pode indicar tendências ao alcoolismo. Entenda!

Pesquisador afirma que o resultado de estudos recentes vai ajudar a identificar pessoas com tendências ao alcoolismo

Recente pesquisa relaciona ciúmes excessivo com alcoolismo. Foto: iStock/g_studio

O ciúmes intenso, por si só, já é um péssimo sinal. Segundo pesquisas divulgadas recentemente pelo departamento de psicologia da universidade de Houston, nos Estados Unidos, quando o ciúmes chega a um nível doentio, essa doença patológica pode levar a outro problema: o alcoolismo. O autor da pesquisa, Angelo DiBello, afirma que pessoas com baixa auto-estima, e que se mostram dependentes nas relações amorosas, estão mais propensas a recorrer ao álcool como válvula de escape. 


O estudo não comprova que o ciúme pode ser desencadeado pela bebida. As descobertas podem ajudar a identificar pessoas com alto risco de tendências ao alcoolismo, de acordo com os autores do estudo, que será publicado na edição de outubro da revista Addictive Behaviors.

"Todos nós sentimos ciúmes em algum grau. Muitas pessoas estão em relacionamentos que não consideram o ideal, por isso usam o álcool por razões diferentes", disse o autor do estudo Angelo DiBello.

DiBello explica que o ciúmes romântico é uma experiência humana compartilhada, mas existem poucas análises sobre como esse intenso sentimento está relacionado ao consumo inadequado do álcool, bem como a todas as consequências geradas pela bebedeira por dor de cotovelo. 

A pesquisa foi realizada com 277 estudantes universitários norte-americanos que foram questionados sobre seus relacionamentos românticos e seus hábitos de consumo. "A pesquisa ajuda a destacar as associações entre esses fatores e mostrar como nossas emoções, pensamentos e comportamentos são relacionados de maneiras potencialmente prejudiciais", salienta o autor.

Por Renata Branco

Comente