Ciúmes- Existe dose certa?

Especialistas da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, o ciúme é uma emoção extremamente dolorosa

Foto - Youtube

Uns dizem que o ciúme é a pimenta do amor. Outros afirmam que este é um grande mal para o relacionamento, já que o sentimento sempre vem acompanhado de possessividade e muito sofrimento, tanto para quem sente quanto para o parceiro, vítima dos delírios alheios. Mas como saber se existe uma dose certa para o ciúme? Até que ponto ele pode ser saudável e apimentar a relação entre o casal? 

Recentemente, a cantora Ivete Sangalo protagonizou uma cena de ciúme durante um de seus shows. A cantora repreendeu o marido, que conversava com outra mulher no camarote, enquanto  cantora se apresentava. A cena bombou na internet e virou meme. A frase "quem é essa aí papai" viralizou e muitas pessoas passaram a se perguntar: se a Ivete, uma pessoa famosa, pode sentir e demonstrar ciúme em público, por que eu não poderia?


O fato é que, segundo especialistas da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, o ciúme é uma emoção extremamente dolorosa; a exclusão social, seja real ou imaginária, sempre dói. Mas há enormes diferenças individuais na propensão para ter o ciúme, e não há evidências emergentes de que elementos da personalidade influenciam alguns deles. Aqueles que são mais inseguros, de fato, podem ser mais sensíveis para perceber ameaças e fazer acusações. Mas essa mesma visão de ciúme também sugere que a emoção não precisa ser desencadeada em um caminho destrutivo. O ciúme, ao que parece, diz mais sobre o portador do que sobre os atos ou delitos de um companheiro.

É válido salientar que ciúme não é inveja, embora as palavras sejam frequentemente usados ??alternadamente. "A inveja surge quando um relacionamento é violado por um rival que ameaça tirar algo que é, em certo sentido, seu por direito", explica Richard Smith, professor de psicologia na Universidade de Kentucky. O rival pode ou não pode ter características que também incitem a inveja. A inveja, por outro lado, surge quando outra pessoa possui algum traço ou objeto que você deseja, e inclui uma mistura de descontentamento, um sentimento de inferioridade e uma frustração que pode ser tingida com ressentimento.

Por Renata Branco

Comente