CERTOS HOMENS... O FAMOSO "CAFA"

Não sei se já aconteceu com você, mas comigo já e foi um aprendizado e tanto.

Sabe aquele carinha lindo que você viu dando sopa por ai?? Pode acontecer de ele ser um cafajeste, mas nós mulheres nos apaixonamos mesmo assim, porque ficamos cegas.

Hoje criei imunidade a esta peste, localizo de longe, KKKKK... só quem teve uma “zica” dessa que sabe a formula de prevenção, que é simples,é só não ficar cega que esse tipinho dá sinais típicos logo nas primeiras semanas.

É tão bom quando rola a paquera, uns beijos, um encontro, namoro... ele parece ser um príncipe encantado, sustenta essa pose até ter a certeza que nós estamos caidinha por ele, ai pronto de príncipe vira um sapo (tadinho do sapinho), melhor vira um monstro com roupa de cordeiro.

Vamos as via de fato, no meu caso ele adorava me ver chorar, fazer terrorismo (brigar e ficar sem ligar) e eu sempre atrás desse babaca, parecia um cachorrinho de rua quando alguém agrada, ia atrás abanando o rabinho. Vivia assim nessa perda de tempo 3 anos e pouco, sempre falava para ele quando eu não chorar mais com essas suas atitudes se prepara que o bicho vai pegar.

Um dia acabei acordando do pesadelo, lembro que estávamos no carro ele começou a me ofender, o mandei calar a boca dele e falei um monte e desse dia em diante comecei a tratar ele pior que ele me tratava, no fundo continuei com ele só para ele provar do seu próprio veneno, vi ele chorar, correr atrás e sofrer.

Péssimo isso que fiz, mas sinceramente eu não me arrependo de nada.

Aquele velho ditado “aqui se faz aqui se paga”, por eu gostar tanto dele, acabei emprestando meu dinheiro e meu nome para ele e me ferrei porque ele não me pagava nunca. Os bancos me ligavam direito, minha vida virou um inferno, quase que volto a ter anorexia. No fim ele acabou pagando depois de pressionar ele toda a semana, criou vergonha e pago.

Faz dois anos e meio que não namoro ninguém, não consigo me envolver com ninguém, tenho medo da historia se repetir, qualquer coisinha desisto da pessoa. Isso já virou doença, embora não sinta tanta vontade de namorar mais, às vezes bate aquela carência, de vez em quando fico com alguns amigos meus e já era, sei que é vazio fazer isso, mas é o que está acontecendo.

E ai que entra “é errando que se aprende e amadurece”, hoje não sou assim dou valor a quem me dá e quem não me valoriza, eu trato com indiferença.

Comente

Assuntos relacionados: cafajestes