Casar não. Morar juntos!

Casar não Morar juntos

Foto / Reprodução Just Jared

Muitas mulheres sonham com a cerimônia perfeita, outras tantas sonham somente em ser feliz ao lado da pessoa amada. Se você se identifica com o segundo grupo, não precisa achar que tem algo errado com você. Os tempos mudaram e o sonho de casar vestida de branco, na igreja, com todas as pompas e circunstâncias não expressa mais a vontade do casal. Primeiro, por causa doa gastos. Na cultura brasileira, casamento é sinônimo de festança, o que nem sempre vai representar a felicidade do casal.

Na verdade, nem festa, nem documento conseguirão selar uma relação na qual não exista amor, cumplicidade e respeito. Um bom exemplo de que os casamentos se fazem da afinidade do casal e não da maneira como ele é celebrado, é o casal Jolie-Pitt, que mesmo após anos de relacionamento sob o mesmo teto e o nascimento dos gêmeos, continuam sem oficializar a união. Estranho? Não. Apenas fora dos velhos moldes impostos pela sociedade.

Nos dias atuais, não é preciso mais seguir esses modelos já ultrapassados, pois as opções para se viver a dois são inúmeras. Hoje, os casais já podem optar por apenas morar juntos, registrar a união estável, ou então casar oficialmente e não dividir o mesmo teto. São diversos os formatos de união permitidos no Brasil. E para você, qual a melhor forma de matrimônio?

Por Paula Perdiz

Comente