Casamento na praia exige cuidados e planejamento antecipado

Casamento na praia exige cuidados e planejamento a

Para os casais que gostam de natureza e ar livre, realizar a festa de casamento na praia é uma boa opção. Entretanto, alguns cuidados devem ser tomados, conforme explica Neire Maranah, da NDR Eventos. "Os noivos devem conhecer o local com antecedência para saber como é a estrutura e ter ciência do valor que querem investir".

O consultor de noivas Duda Carvalho completa: "Para um casamento na praia, os noivos devem se programar com pelo menos 10 meses de antecedência. Além disso, não dá para contar com a sorte. É preciso montar uma estrutura diferenciada, caso mude o tempo". A assessora empresarial Vera Simão dá outra dica: "Veja se o local oferece cozinha equipada, banheiro suficiente para todos e estacionamento".

Os pombinhos que querem se casar perto do mar também devem preparar o bolso, porque os custos aumentam consideravelmente. Duda Carvalho ressalta ainda que o valor equivale a um casamento chique na cidade de São Paulo, por exemplo. "O enlace precisa ter a cara do casal. Por isso, é complicado contar apenas com os fornecedores locais - e as empresas de outras localidades cobram alto pelo frete. Além disso, é necessário pagar uma taxa para a prefeitura local para utilizar a praia para esse tipo de evento. O valor é cobrado por metro quadrado. No litoral Norte, por exemplo, curta R$ 12,80. No litoral Sul esse valor deve ser de R$ 10". Para tentar diminuir os gastos, Vera ainda sugere que o casal dimensione o local, verifique a necessidade de obras e veja quantas pessoas cabem.

Para a estada no hotel ou em pousadas, os convidados costumam bancar os custos da viagem, por isso, segundo a Neire, eles devem ser previamente avisados para se programarem. "Caso os noivos tenham condições financeiras, podem fechar pacotes e bancar a estada de todo mundo. E, para economizar, durante a baixa temporada, podem preferir uma comemoração mais longa e adquirir pacotes para ficar entre dois ou três dias no hotel com os familiares e os amigos". Já Duda acha que vai da boa educação do casal pagar para os convidados. "A sugestão é hospedar todos em hotéis próximos ou no próprio resort onde deve acontecer o casamento".

Tanto Neire como Duda afirmam que o melhor horário para realizar uma cerimônia na praia é no final da tarde. Além de o clima estar mais ameno, o pôr-do-sol deixa o visual ainda mais bonito.

Praia é sinônimo de simplicidade

O visual é outro ponto importante para casamentos na praia. Os convidados e o casal devem usar roupas mais leves, e as mulheres devem prestar atenção no tipo de sapato e na altura do salto. "Tudo na praia deve ser mais suave. O jeito é apostar nas cores claras, como branco e creme", sugere Duda. "A noiva deve optar por vestidos leves, soltos e com pouco brilho", indica Neire. "Há algumas que trocam o branco pelo prata", completa o consultor. "Seja prudente na hora de escolher o penteado. O vento forte pode desmanchá-lo facilmente", lembra Vera.

O cardápio sempre deve ser adequado aos gostos dos presentes no casamento, mas pelo clima, comida leves e refrescantes são as melhores opções. Neire acredita que uma mesa de frutas, mini-picolés e bartenders que oferecem bebidas na hora ajudam a refrescar o casal e os convidados.

Duda lembra ainda que os noivos não podem servir somente pratos à base de frutos do mar. "As sugestões devem mudar de acordo com o espaço", diz o consultor.

Neire sugere que a decoração, por ser um casamento mais "informal", pode trazer um estilo mais rústico e indica a utilização de cores em tons de verde, flores coloridas, velas e cortinas leves. "É possível ainda utilizar muitas folhas ou criar um clima de luau", acrescenta Duda. Até os convites, segundo o consultor, podem ser mais simples. "É interessante usar as cores papel e areia, utilizar pergaminhos, colocar o convite dentro de uma garrafa ou em palhas". Vera lembra que os noivos devem investir em um bom sistema de som para que todos os convidados possam ouvir tudo o que for dito durante a cerimônia. "Lugares abertos e com ventos podem deixar o som mais baixo", afirma.

E para evitar que a natureza atrapalhe o seu "grande dia" preparar o espaço onde a cerimônia será realizada é essencial. "Chuva e vento forte são um dos principais problemas de quem quer se casar na praia. Ter um lugar coberto que pode ser feito com materiais transparentes serve para proteger os noivos e os convidados e não tira a beleza da paisagem", finaliza Neire.

Aryadne Melin Bryant é brasileira, mora nos Estados Unidos, mas veio ao Brasil para casar, em dezembro do ano passado. "Escolhi a praia porque cresci perto do mar e sempre achei lindo e romântico", lembra. Aryadne lembra ainda uma frase de Guimarães Rosa, que diz que "perto da água, tudo é mais feliz". "E queria que meu casamento fosse assim", justifica. O noivo, americano, se encantou com a cerimônia à beira mar.

[galeria]

Ela e Joshua, o noivo, organizaram quase tudo à distância, mas contaram com a ajuda dos parentes e amigos locais para preparar tudo. O resultado, salgado como a água do mar, valeu cada nota investida! A cerimônia, que aconteceu perto das 19h, foi realizada na Praia de Estaleirinho, em Santa Catarina, pertinho de Balneário Camburiú, e teve direito a altar na areia e noiva e damas descalças. E como escolheram um espaço para a recepção já à beira mar, a cerimônia (devidamente bilíngue) não demorou a tomar o salão de festas, todo impecavelmente decorado.


Depois de dizerem o sim com vista para o mar, os dois não se arrependem da escolha. O pôr-do-sol abençoou o amor dos dois e emocionou a todos os convidados."Olhando as fotos agora, não tem como não achar que o casamento foi mesmo perfeito. Todo mundo devia se casar na praia", diz a noiva.

Por Juliana Falcão e Juliana Guastella (MBPress)

Comente