Casamento feliz engorda, diz pesquisa

Casamento feliz engorda diz pesquisa

Foto: John Smith/Corbis

Vamos fazer um teste: pegue uma foto de quando você era solteira e outra atual, tirada

após alguns anos de casamento. Você engordou, emagreceu ou continua com o mesmo

corpo? Se seu manequim estiver maior, significa que você se enquadra numa pesquisa

feita pela Southern Methodist University, em Dallas, Texas: quem é feliz no casamento

engorda!

O estudo contou com a participação de 169 recém-casados, que foram avaliados

durante quatro anos. A cada dois anos eles relatavam o grau de satisfação conjugal e

a possibilidade de um divórcio, além de terem seu peso e altura medidos. Ao longo da avaliação alguns ganharam peso, enquanto outros emagreceram.

A psicóloga que liderou o estudo, Andrea L Meltzer, concluiu: "Em média, os cônjuges

que estavam mais satisfeitos com seu casamento foram menos propensos a considerar deixar o seu casamento, por isso ganharam mais peso ao longo do tempo. Em contraste,

casais que estavam menos satisfeitos em suas relações ganharam menos peso ao longo

do tempo", disse ela ao jornal Daily Mail.

Ainda segundo a psicóloga, as pessoas que não ganharam peso estavam pensando em

se divorciar e procurar um novo parceiro. Isso quer dizer que elas estavam preocupadas

com a aparência para atrair o sexo oposto.

A professora Paula Moura, de 30 anos, é casada há quase três anos e em um ano

engordou 10 quilos, passando do manequim 40/42 para 44/46. Ela concorda quando

a pesquisa diz que um casamento feliz pode fazer subir o ponteiro da balança, mas

não acha que o ganho de peso tem relação com acomodação.

"Eu acho que existe a preocupação com o corpo em qualquer uma das situações (querer ou não continuar a relação). Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Eu pelo menos sou feliz no meu casamento, mas ando fazendo dietas".


Os 10 quilos a mais de Paula não se deve somente à felicidade conjugal. Quando

solteira ela não tinha o costume de jantar, diferente do marido. Ela passou a cozinhar

à noite para o cônjuge e a comer junto com ele, já que é um tempo em que eles podem

ficar juntos. "Além disso, como trabalhava em vários lugares e chegava tarde em casa,

recorria ao fast food quando não dava tempo de fazer comida", lembra.

Paula defende ainda que engordou devido à rotina, que muda muito depois que se sai

da casa dos pais. Ela define essa nova etapa como uma "liberdade diferente". "Você

compra sorvete e come a hora que quer, faz brigadeiro de madrugada, vive colocando

em prática os dotes culinários, faz sobremesa todo dia...", relata aos risos. "Não tem

como não engordar!"

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente