Casamento

A foto abaixo é real... São jovens que se uniram a menos de 3 anos. Observem o lindo brilho existente no olhar... Com certeza se passaram anos de relacionamento (namora cá, namoro lá) aquela vontade de estar junto, de começar uma nova fase...Mas tudo está só por começar. Sou muito feliz por ter escolhido "juntar meus trapinhos", nada oficial ainda, sem namoro, sem noivado. Minha história é longa e engraçada ao mesmo tempo e um pouco diferente das histórias dos casais abaixo. (Casamentos que junto celebramos)

Meu marido costuma contar para os amigos que namorou, noivou e casou só que cada uma das fases passou com uma mulher diferente. Para mim, diga-se de passagem, essas etapas também se sucederam da mesma forma. Vejamos a explicação abaixo...

Eu, no alto dos meus 24 anos perdi meu emprego de dois anos e meio em julho de 2006 e sai que nem uma doida enviando meus currículos pela internet. Morava então no Rio Grande do Sul. Fazia pós graduação em Santa Catarina e arrumei um emprego temporário no Espírito Santo. Como não tinha em meus planos trancar a pós topei o desafio de 2 meses e meio num lugar onde não conhecia absolutamente ninguém. Era noiva de um rapaz que namorava a dois anos. Ele ficou no Sul.

Cheguei no ES no dia 16 de dezembro de 2006 muito ansiosa para começar o novo trabalho. Em uma semana conheci um moço, noivo de um namoro de quatro anos. Já se pode adivinhar o restante do “causo”: Separamos dos respectivos pares e formamos um novo casal. O emprego que era temporário se transformou em emprego normal e fomos morar juntos em apenas 2 meses.

Claro, que essa foi a parte “branca” da história. A parte negra não cabe ser relatada por aqui.

Estamos juntos desde lá. Já temos três filhos (calma... eles têm rabinho e orelhas grandes).

Nossa história já foi contada muitas vezes e hoje em dia escuto outras semelhantes. É para provar de vez que o amor não escolhe hora, não escolhe lugar e que tudo aquilo que é praticamente certo na vida da gente pode mudar no próximo amanhecer.

Sugiro ler as observações abaixo:

- Mulheres procurando homens descompromissados não ignorem os parcialmente comprometidos. (pelo amor de Deus não me interpretem mal)

- Mulheres parcialmente comprometidas (não adianta entrar em desespero para casar por causa do conselho acima)

- Mulheres felizes e seguras: Amor é doação, libere o amor que tem dentro de você e viva intensamente o momento com os dois pés no chão. Não viva ilusão e nem crie fantasias se o relacionamento não estiver legal.

Eu e meu marido vivíamos dois relacionamentos desgastados por tantos desentendimentos. Sem coragem para mudar e acomodados com a situação era preferível deixar rolar da forma que estava. Acabou que surgimos um na vida do outro para enfim encontrar a paz e a tranqüilidade que amor precisa. Somos muito felizes.

Comente

Assuntos relacionados: casais namoro noivado casamento