Casados que não dividem o mesmo teto

Casados que não dividem o mesmo teto

Quem casa quer casa? Nem sempre. Alguns casais não têm vontade de unirem as escovas de dente eternamente ou dividirem as mesmas contas.

É o caso da atriz Flavia Morais e do publicitário Carlos Azevedo. Casados há cinco anos, não moram juntos. Mas como isso funciona? “Uma noite eu durmo na casa do Carlinhos, na outra noite ele dorme na minha casa. Sexta é livre para os amigos”, se diverte a atriz, de 30 anos.

Namorados desde os 17, o casal decidiu oficializar a união oito anos depois do dia em que se conheceram, mas nunca tiveram a vontade de morar debaixo do mesmo teto. “Para que? São as contas que acabam com o relacionamento. Temos o melhor de um casamento com um plus, cada um tem seu cantinho e sua individualidade respeitada. Podemos dormir juntos sempre, mas minha casa é minha casa e a casa dele, é dele”, garante Flavia.

De acordo com a atriz, os familiares estranham, mas os amigos entendem a opção. “Os mais velhos acham estranho, não convencional. Os nossos amigos entendem. Tem a mesma idade e sabem da nossa necessidade de ter algo individual. A geração é outra, as vontades outras. Cada um já tinha sua casa antes do casamento, para que comprar outra e criar uma nova dívida?”, questiona Flavia.

Nesse caso, não seria melhor continuar namorando? “Não. Queria tornar oficial, celebrar nossa união, mostrar para o mundo todo que ele é meu. Foi assim que ele me pediu em casamento, disse que queria mostrar para o mundo que eu era a esposa dele. Mas sempre prezamos nossa individualidade. Acho que somos meio possessivos. Quero minha casa e ele a dele!”, se diverte.

O empresário João Meira, casado há 25 anos, acredita que relação assim não é casamento. “É na hora que as coisas apertam e as contas chegam que a gente vê o companheirismo e o amor. Pois é quando alguém fica com você apesar de qualquer problema que você tem a certeza de que o casamento é para valer. Morando cada um em um lugar, você permanece naquele namoro adolescente e não vive uma vida de adulto”, acredita.

Esse tipo de relacionamento é mais comum do que parece. A atriz Cássia Kiss, por exemplo, casada há doze anos, mora em uma casa separada do marido. Mas não descarta a possibilidade de morarem juntos. “O Sérgio tem as coisas dele, gosta de ficar sozinho, eu também. A gente não descarta a possibilidade de morar juntos um dia, mas vamos ter cada um o seu quarto, o seu banheiro”, garantiu a atriz em entrevista a uma revista.

A cantora Rita Lee também não divide o mesmo teto com o marido, mas acredita que a questão não é a residência ser separada, mas sim cada um ter o seu banheiro. Pelo visto esse casamento às avessas dá certo para o casal, Rita e o maestro Roberto de Carvalho já têm 32 anos de união, e se casaram oficialmente em dezembro de 1996.

E você, acha que o seu casamento seria melhor se vocês morassem em casas separadas?

Veja também: O desfio dos relacionamentos

Fonte - MBPress

Comente

Assuntos relacionados: relacionamento casais amor morar separado