Aprendendo a superar as cinco fases do coração partido

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
coração partido

Shutterstock

Quem nunca teve o coração partido por alguém? Existem algumas classificações das fases que a pessoa passa nesse processo e a especialista em relacionamentos Margareth Signorelli vai explicar de cada uma delas. "Quando sabemos o que está acontecendo conosco e aprendemos como superar cada fase, podemos amenizar o nosso sofrimento ou mesmo acelerar o processo de recuperação", conta.

A princípio é importante saber que cada fase tem seu valor, por incrível que pareça. Se você aprender com cada uma delas, terá aumentado seu autoconhecimento e se tornará uma pessoa melhor.

1ª Fase - Negação

Você está em choque e não imaginava que isso iria acontecer. Você procurou tanto se ligar a alguém e sua conexão se foi com a ruptura deste relacionamento. O cérebro simplesmente se recusa a acreditar. Você pensa que não é verdade. Acorda no meio da noite não sabendo o que é real o que é sonho. Muitos tentam uma reconexão com a pessoa amada de varias formas, transportando para aquele relacionamento a responsabilidade da sua sobrevivência.

Como se ajudar: Encarar que é verdade e não se humilhar pedindo para a outra pessoa voltar, pois depois você se arrependerá. Procure amigos verdadeiros que lhe ajudarão a perceber a verdade do que está acontecendo, trazendo você de volta para o chão. Pensar "Aconteceu. Se essa foi a escolha "dele", vou ter que aceitar, é verdade. Não é um sonho".

2ª Fase - Dor

Algumas pessoas chegam a ter dores físicas. Muito choro e muita tristeza. Podemos chamar de luto, pois toda perda nos dá essa sensação de luto. Pensamos que estamos sós e que o mundo poderia acabar para que cessasse a nossa dor. Nós nos consideramos vítimas na nossa própria vida.

Como se ajudar: Procure amigos e cuide de você como se estivesse com uma gripe muito forte.

- Enrole-se em uma manta.

- Tome sopa.

- Fique quieta e permita que as lágrimas tenham o seu percurso se assim quiserem.

- Delete o telefone dele e tire ele da sua rede social.

Nesta profunda tristeza você pode parar e pensar "O que eu quero de um relacionamento?"

Faça esse exercício e escreva cada resposta para você guardar.

Pare e concentre-se.

- Faça a seguinte pergunta para si mesma: "O que eu quero encontrar?" Um marido, um companheiro, um parceiro de vida? Alguém que lhe ame e respeite? Que tenha uma conexão sexual e intelectual com você?Escreva as respostas.

- Pergunte-se: "Que tipo de relacionamento quero criar e experimentar junto com esta pessoa? Um relacionamento de amor e parceria? Um relacionamento de paixão e respeito?"

Escreva a resposta. Ex: "Eu quero um companheiro para termos juntos uma relação honesta, verdadeira onde possamos dividir nossos desapontamentos e partilhar nossas vitórias."

Essa será a sua INTENÇÃO, o que você procura para a sua vida. Uma INTENÇÃO não é um desejo, mas sim algo que você vai criar.

Da sua dor você tirará a sua INTENÇÃO. Baseada na sua intenção você poderá olhar para trás e rever o seu relacionamento. Rever o que quer para você e o que quer realizar e perceber que aquele não era o relacionamento que você queria. Muitas vezes deixamos a vida nos levar e não sabemos realmente o que queremos e nos acomodamos com o que temos. Precisamos ter consciência do que queremos criar.

3ª Fase - Raiva

Você começa a ver cada detalhe do que passou e sua auto-estima começa a se manifestar. Você não consegue segurar sua ira. Em cada pensamento que lhe ocorre você pensa: "Como pude deixar que alguém fizesse isso comigo".

Como se ajudar: As pessoas pensam que a raiva é um sentimento negativo, mas estão enganadas. A raiva nos movimenta e tem uma energia de ação que pode lhe ajudar a tomar decisões muito importantes na sua vida. Aproveite!

Pare e concentre-se.

- Pergunte: "O que essa pessoa fez que me faz sentir essa raiva"? Ex: "Me tratou muito mal na frente de outras pessoas e me deixou várias vezes esperando seu telefonema que quase não acontecia".

- Pergunte: "Qual a minha responsabilidade nisso?" - nem que seja 1% de responsabilidade sempre ela existirá - "Como eu permiti que isso acontecesse"? Ex: "Permiti que me tratasse mal muitas vezes não colocando limites e barreiras na nossa relação e não verbalizando que não queria mais que me deixasse esperando por seus telefonemas porque era falta de respeito comigo".

- Faça uma declaração de que nunca mais você permitirá que alguém faça isso para você. Esse será o seu comprometimento de você para com você mesmo, não deixando que isto se repita. Ex: "Não permitirei nunca mais na minha vida que alguém falte com o respeito comigo e colocarei meus limites desde o princípio para construir uma relação forte e segura para nós dois".

4ª Fase - Depressão

Uma profunda tristeza se instala como se nunca mais pudéssemos ser felizes e a saudade começa a aparecer. Parece que nesse momento ficamos com uma amnésia cerebral e só conseguimos nos lembrar dos bons momentos.

Como se ajudar: Procure amigos para levá-la de volta à realidade dos fatos e fique forte, baseada na sua intenção e na sua declaração.

Pare e faça uma limpeza energética na sua casa.

- Tire as fotos de você juntos. Coloque longe de você e, se puder, fora da casa

- Se desfaça de cartas, lembrança, objetos e roupas, de tudo que lembre o seu relacionamento com essa pessoa.

Vá ao cinema, jante fora com amigas, ocupe-se e caia na cama exausta à noite. Faça exercícios diários, pois a liberação da endorfina ajudará muito no seu bem-estar, diminuindo sua dor.

5ª Fase- Resiliência

"E quando a lagarta pensou que o mundo tinha acabado... Ela virou Borboleta".

Você sabe tudo o que a lagarta passa para chegar ao casulo, o quanto ela sofre até poder sair deste casulo e este foi o seu processo de recuperação e renascimento. Você já se sente melhor e olha para traz e sabe que aprendeu muitas lições e nunca mais será a mesma pessoa. Hoje você aprendeu muito sobre você mesma e sobre a vida e pode escolher melhor o que quer e saber como se colocar melhor na sua próxima relação com alguém.

Como não se machucar: Pense que você está se recuperando e como todo processo de recuperação tem que continuar cuidando de você. Não se exponha muito, não se relacione por carência com a primeira pessoa que aparecer. Vá a lugares onde se sinta bem e não fique indo onde suas amigas acham que você se sentiria bem. Não tenha pressa, você vai chegar lá e será muito feliz no amor. A maior parte das pessoas que são felizes no amor passou por situações muito difíceis e agradece a essas situações porque, sem elas, não estaria onde estão hoje. Cuide de você!


Por Vila Mulher

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Assuntos relacionados: dor amor superação coração partido