Aprenda a arte de se reinventar no amor

Aprenda a arte de se reinventar no amor

Foto photstock/ http://migre.me/8F5NQ

Cair na rotina é inevitável e o tempo é implacável. Isso sem contar, que ainda pintam os problemas do cotidiano. A psicóloga Eliete Matielo, especialista em relacionamento, hearthunter e diretora da Agência Eclipse Love, constata: "A rotina, o descaso, as contas para pagar, os problemas do dia a dia e filhos influenciam muito no relacionamento. É necessário focar no homem junto com a mulher, para reencantar um ao outro". Pode ser que essa seja a hora de dar uma repaginada nesse relacionamento. Mãos à obra.

Não vamos contar nenhum segredinho, pela simples verdade de que ele não existe, Vilamiga, é isso mesmo, não há receita milagrosa, o que há é criatividade e vontade de aprontar e inventar coisas para se divertir e fazer o outro perceber que por baixo de sua face cansada há fogo.

A primeira coisa para se manter no foco, que é fazer essa "releitura" do seu amor, é lembrar-se dos motivos pelos quais vocês se apaixonaram, e depois analisar o que é que falta no cotidiano. Nem sempre é a falta de sexo, ou a ânsia de realizar uma fantassia proibida, é a falta de contato mesmo, de olhar nos olhos, de simplesmente prestar atenção no outro.

E pode acreditar não é nada complicado dar uma mãozinha para quebrar a rotina e atrair novamente o interesse do seu amado. Veja algumas dicas e se reinvente já:

- Segundo Eliete, a grande pedida é "causar". Surpreenda o gato com comportamentos e atitudes que o parceiro possa admirar.

- Saia para viajar no final de semana no melhor estilo "lua de mel", ou simplesmente vá ao motel, leve uma champagne ou um vinho, ou se vocês gostarem leve uns brinquedos. Faça um desfile de lingerie, peça para ele escolher as que ele gosta mais.

- A hearthunter deu a dica e nós concordamos - "O visual é importante: reveja suas roupas, seus cabelos. Se faça atraente e atenciosa. Com certeza, isso deixará o parceiro com a "pulga atrás da orelha" e fazer com que preste mais atenção em você".


Que achou das dicas? Quem quiser seguir e contar tudo para nós, somos "toda ouvidos".

Por Giseli Miliozi

Comente