A sua popularidade incomoda ele?

A sua popularidade incomoda ele

Foto photostock/ http://migre.me/8qEtz

Você é daquelas pessoas que faz amizade fácil? Conhece muito mais gente que o seu namorado? Ou costuma ser animada, e domina o ambiente, sorri e costuma alegrar o ambiente por onde passa? Você esbanja alegria e personalidade. Essas situações acabam por aumentar a sua popularidade. E acontece de isso não agradar muito o seu gato. Seria ciúme, disputa de atenções ou simplesmente machismo?

Talvez cada uma delas ou pode ser apenas uma insegurança, da qual ninguém está livre de sofrer ao menos uma vez na vida. Digamos que quando uma pessoa está entre os seus amigos ela acaba dispensando uma atenção maior aos outros e o namorado deixa de ser o foco. Esse fato tem seu lado positivo é sinal de quem você tem qualidades e ideias interessantes para compartilhar.

Além do mais, o casal tem muitas oportunidades de estar junto, somente os dois, o convívio com os amigos não pode ser um problema. Todas nós sabemos que viver exclusivamente para o parceiro, abrir mão da vida social para somente namorar, é roubada. Os horizontes de troca de amizade, e mesmo de vida, ficam muito limitados e os desentendimentos e o tédio encontrará um terreno fértil.

O mais comum é a sua popularidade gerar ciúmes, pois, eis que a popularidade pode atrair algum "concorrente" ou como se dizia "pretendente" e compete à "garota popular impor os limites que os dois respeitam, cada casal tem os seus, cada pessoa, aliás, deve cultivar os seus.

Essa insegurança pode refletir a dificuldade dos homens de lidar com mulheres marcantes, que não sentem dependência emocional deles para fazer qualquer coisa, ou que não estão com eles para se sentirem seguras e sim porque elas querem e gostam deles, pura e simplesmente.

Isso acontece com ambas as partes, Vilamigas, tanto com os homens quanto com as mulheres. Compete aos dois envolvidos em deixar claro que não é contato social intenso que estraga o namoro, pelo contrário, ele pode sim, melhorar, uma vez que mesmo tendo acesso a tanta variedade, a pessoa está com você. Outra coisa importante: amizade é uma coisa, envolvimento amoroso é outra. É muito mais bacana se relacionar com o amigos dela, ou dele, e estar próximo, para curtir os prazeres da vida, dentro e fora de quatro paredes.


A busca por uma vida mais rica em matéria de conhecimento, de troca de ideias e de diferentes pontos de vista, e menos ciúme, menos preconceito, menos tédio, menos insegurança, é o que realmente interessa. E lembrem-se: inteligência e classe podem ser ótimos afrodisíacos.

Por Giseli Miliozi

Comente