A "desincronização" do amor

Mote: em tempos de alta conectividade, sincronização de plataformas, multimeios, tecnologia de comunicação avançada ? ainda que não totalmente democratizada, e ?liberdade?dos sexos, ainda somos seres carentes e solitários, em busca de pessoas que nos compreendam.

? Eu amava muito aquela pessoa, sofria, esperava, mas nunca consegui nada. Quando a esqueci, ela veio à minha procura?.

Quem nunca passou pela situação acima? Querer muito alguém, tentar desesperadamente chamar a atenção, nada conseguir, um dia desistir e descobrir que o outro (a) está ali, querendo você de volta. Para você, contudo, passou, e muitas vezes o que se sente é a estranha sensação de ?eu gostei dessa pessoa?!?.

Isso lembra muito a situação de querer algo impossível, mas não necessariamente é a mesma situação. Suponhamos que não seja o impossível, apenas difícil, apesar de ?conquistável?. O que nos leva a batalhar por algo assim é, muito provável, a emoção de se alcançar um troféu, ou pelo menos de ter os sentimentos correspondidos.

E o que leva o outro a se interessar por nós quando se descobre não mais como o ?alvo? daquele sentimento? Provavelmente é a vaidade. Não estou dizendo que seja apenas a vaidade, e, sim, que esse é o motivo mais plausível para tais reações de última hora.

Segundo alguns amigos, é sempre bom saber que alguém é apaixonado por você, com quem você poderia ficar em um momento de solidão. Eu não considero que isso seja honesto. Para mim, isso é pura crueldade, maldade mesmo. É plantar no outro a semente da esperança e arrancar a mudar quando tudo estiver brotando. E o pior é quando esse ciclo se repete várias vezes, deixando o apaixonado sempre à mercê do outro.

Não falarei sobre a pessoa que se deixa ficar nessa situação neste momento, neste post. Contudo, voltarei a tratar desse assunto em outro momento. Aqui é mais importante ressaltar que essa desincronização no amor é dolorosa, principalmente para quem realmente gosta do possível parceiro. Para o vaidoso, é apenas menos um no rol de fãs. Para quem ama, libertar de tal sentimento é um alívio depois de tanto sofrimento.

Comente

Assuntos relacionados: amor e sexo amor