10 coisas que você não tem coragem de dizer ao parceiro

10 coisas que você queria dizer para o seu marido

Foto: Yuri Arcurs/Tetra Images/Corbis

Numa relação nós sempre esperamos que a verdade seja dita, mas tem certas coisas que acabamos omitindo, com medo de causar mágoas desnecessárias. Agimos assim com nossos pais, amigos, parentes próximos...

Aquele velho ditado "é melhor ouvir isso do que ser surdo" não cabe em todos os momentos. Se aquela tia que você não vê há anos chegar e disparar a frase: "nossa, da última vez que lhe vi você estava mais magra (ou mais bonita)", você realmente vai preferir ser surda...

Então pedimos para as mulheres revelarem para o VilaMulher o que elas gostariam de dizer ou de perguntar para o parceiro, mas nunca tiveram coragem (e talvez nunca terão). Olha só:

1 - Da próxima vez que eu disser alô e for a sua mãe eu vou desligar. Ela fala comigo com aquele "jeitinho todo meigo", mas sei, no fundo, ela não vai com a minha cara...

2 - Você precisa aprender a controlar sua força! Sentir um pouquinho de dor às vezes faz parte, mas quando ela é demais o tesão vai embora!

3 - Responda-me uma coisa: o que você mais repudia/abomina na minha pessoa?

4 - Querido, não me arrependo de ter casado com você. Porém, às vezes dá uma vontade de largar tudo e ficar sozinha...

5 - Bem que você poderia me dar uma espécie de "passe livre" por uma semana, né? Adoraria curtir alguns dias de "mulherzinha", sem precisar me preocupar com jantar, roupas para lavar e casa para arrumar.

6 - Quando você transa comigo só goza ou sente prazer também? Afinal de contas, para o homem gozar nem sempre significa ter tido um orgasmo...

7 - Caramba, por que você odeia ser colocado contra a parede?

8 - Adoro papai e mamãe, mas não é só porque essa posição é tradicional que você está dispensado de caprichar no sexo oral, tá?

9 - Minha garganta não é tão grande quanto você pensa. Se você continuar enfiando seu pênis na minha boca com tanta sede eu vou vomitar!

10 - Amor, seus pais são um bando de interesseiros! Quando nos veem só querem saber em qual emprego estamos, se a gente comprou determinado bem e se trocamos o carro. Que saco!


Juliana Falcão (MBPress)

Comente