10 Coisas para não fazer durante um divórcio

Confira nosso mini manual para ter um divórcio saudável

Foto - Shutterstock

Ninguém se casa pensando no divórcio, mas em muitos casos o fim do casamento é inevitável. Para que ninguém perca com o processo ou saia machucado, é preciso tomar cuidado com as coisas que se diz e faz durante uma separação. 

Uma pesquisa de um escritório de advocacia de Toronto diz que 74,3% das pessoas acreditam que é possível realizar um divórcio amigável, de acordo com o Huffington Post do Canadá. Mas especialistas afirmam que apenas três entre 10 processos de separação terminam de forma “limpa”. 

Filhos e dinheiro são comumente usados entre os ex-parceiros para vingança, de acordo com advogados de Toronto. Os especialistas alertam que é preciso pensar que o seu antigo companheiro está passando pelo mesmo momento de dor que você, e que para ter uma vida feliz após o divórcio é preciso ter cuidados com o outro. Por isso, eles listam 10 coisas que você deve evitar fazer antes, durante e depois de uma separação.

1) Roubar dinheiro do outro

Às vezes, durante o divórcio, um dos ex-cônjuges pega dinheiro da conta conjunta e transfere para sua particular, sem contar ao outro. Normalmente, a pessoa “roubada” consegue o dinheiro de volta, e o que transferiu pode ter sua conta bancária congelada.

2) Manipular os filhos

Em muitos casos, alguma parte do casal tenta colocar os filhos contra a outra parte para ficar com a custódia ou convencer os herdeiros a ficarem com ele. Se for pego, pode-se perder a guarda ou ainda ter acesso restrito aos filhos. Tem certeza que pretende fazer isso?

3) Falar com o chefe do outro

Não se deve lavar roupa suja com o chefe do seu ex-companheiro com o objetivo de causar sua demissão. Você precisa que os dois estejam bem financeiramente para dar um bom suporte aos filhos.

4) Esconder propriedades

Não é aconselhável passar para o nome de outra pessoa uma propriedade sua antes do início do processo de divórcio, só para não precisar dividir com o ex-cônjuge.

5) Muitas compras... com o dinheiro do ex.

Pode parecer uma ótima ideia para vingança, mas gastar todo o dinheiro do seu ex em compras, mas isso pode virar um crédito pós-separação. Isso significa que você terá que reembolsar seu ex por tudo o que você gastou.

6) Falsas alegações de abuso de criança

Algumas pessoas usam no divórcio falsas acusações de violência doméstica. Se for comprovado que é uma alegação falsa, você pode ter seus acessos aos seus filhos limitados. 

7) Xingar na internet

Você pode até querer colocar no seu status nas redes sociais o quão ruim é seu ex-companheiro, mas se isso for parar nas mãos de um juiz, a difamação on-line pode causar problemas até em seus direitos com seus filhos.

8) Brigar dentro de casa

Se vocês ainda vivem sobre o mesmo teto, tornar a vida do seu ex-companheiro um inferno pode não ser uma boa ideia. Ele pode conseguir uma ordem para posse exclusiva da casa só pelo seu comportamento fora de controle!

9) Mentir

Quando se trata de questões legais sobre dinheiro, filhos e divórcio, não minta. Você pode ser pego e o juiz não acreditar em nada do que você fala!

10) Trocar a fechadura

Você pode sonhar em ter o seu marido fora de casa, mas trocar as chaves da porta não é uma boa ideia. Se é impossível viver com seu ex-companheiro, procure um lar temporário, avise a polícia, mas você não pode impedi-lo de entrar na casa matrimonial de vocês.