Tomar pílula por muito tempo dificulta a gestação?

Pílula e gestação

Muitas mulheres que fazem uso de pílulas anticoncepcionais acabam criando algumas dúvidas quando surge a vontade de engravidar. Quanto tempo antes ela deve parar de tomar? E se já as toma por muito tempo, isso acaba interferindo no tempo previsto para engravidar depois de parar com o medicamento?

Segundo Dra. Ana Regina Elmec, ginecologista e obstetra do Instituto Dante Pazzanese, tudo depende do organismo de cada mulher. "Existem mulheres que conseguem engravidar no mês seguinte enquanto outras podem demorar mais", diz. O período costuma ser entre 30 a 60 dias aproximadamente.

O uso da pílula por muito tempo não costuma interferir na fertilidade da mulher, pois o anticoncepcional atua no ovário (ao tomar a pílula, ela impedi o óvulo de amadurecer) e não no útero. Portanto aquela história de que tomar a pílula por muito tempo deixa o útero preguiçoso é apenas um mito.

"Ainda assim, embora já esteja comprovado que não há necessidade, recomendamos um período de descanso, uma pausa de dois meses a cada doze tomando o remédio", sugere Dra. Ana Regina. Essa pausa é apenas para sentir o organismo e fazer uma limpeza, assim é mais fácil detectar aspectos como cólica, TPM e fluxo natural do seu corpo, fatores que são alterados como uso do medicamento. Como ele impede que o óvulo amadureça, o corpo não se prepara para uma gestação como faria sem o anticoncepcional.

Já para quem engravida e, sem saber, continua tomando a pílula, não existe motivo para grandes alardes. "A pílula contém progesterona, hormônio que ajuda a manter a placenta, o que pode provocar algum sangramento e ser confundido com a menstruação, fazendo com que a mulher não perceba a gravidez logo de início. Porém, logo as mudanças físicas aparecerão, revelando a gestação", explica a doutora.


Assim que detectada a gravidez, é importante manter o acompanhamento médico, como toda gestante, de pelo menos seis consultas pré-natais e, claro, suspender o uso da pílula, pois, caso ela seja usada durante toda a gestação e o feto seja masculino, pode haver alguma influência no desenvolvimento do bebê.

Dúvidas como essas deixam claro que toda mulher deve ir ao ginecologista pelo menos duas vezes ao ano, pois é muito importante manter sua saúde íntima sempre saudável.

Por Adriana Massini (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: filhos planejamento engravidar