Lea T pensa em adotar uma criança

Lea T pensa em adotar uma criança

Foto Divulgação

Aos 30 anos, a modelo transexual Lea T confessou ao site da revista Contigo! que tem um desejo: adotar uma criança. Porém não se sente preparada para tal empreitada. Pelo fato de ter sofrido bullying, teme que o filho passe por esta mesma situação.

"Não quero ver um filho chegando em casa chorando porque falaram que a mãe dele é transexual. Se alguém me atingir eu até aguento, mas é muito duro ver quem eu gosto sofrendo por algo referente a mim", disse.

Dentro de casa, Lea T disse que nunca sofreu com preconceito. "Meu pai (ex-jogador de futebol Toninho Cerezo) é uma das poucas pessoas que conheço onde o preconceito não existe. Ele sempre aceitou a todos os filhos, do modo que eram, me deu o apoio necessário", afirma.


Sobre a cirurgia de mudança de sexo, adiada por conta de uma anemia, deve ser feita no fim do ano na Tailândia. E a preocupação da modelo nem é com a dor do pós-operatório. "O médico garantiu que se eu ficasse com dor, ele assinaria um documento prometendo me devolver o dinheiro. Estou só com um pouquinho de receio de como vai ficar depois, uma preocupação quase que estética mesmo", revelou.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: filhos planejamento adoção lea t