Infertilidade pode atrapalhar relacionamento

Infertilidade pode atrapalhar relacionamento

Foto Ambro/http://bit.ly/g43yMx

Para a maioria dos casais, engravidar é só uma questão de escolha. Porém, para outros, não é tão fácil assim. A infertilidade costuma abalar a autoestima do casal e se torna o primeiro grande desafio conjugal.

A pessoa que é incapaz de reproduzir adota uma posição como se estivesse "atrapalhando" o outro de ter um filho e até cogita a possibilidade de separação, para que o companheiro (a) possa realizar seu sonho.

Segundo a psicóloga Luciana Leis, especializada no tratamento de casais com problemas de fertilidade, poucos são os que adotam o problema como sendo mútuo, já que o casamento não é unilateral. "Independente de ser o homem ou a mulher a apresentar o fator de infertilidade, ela sempre será conjugal, pois é uma dificuldade de ambos conseguirem gerar um filho juntos. Quanto mais o casal conseguir dividir conjuntamente esse problema, melhor será o enfrentamento da situação até a chegada do bebê", explica a especialista.

A busca por tratamento reprodutivo, muitas vezes, pode ser cansativo e desgastante, não só pelos altos custos, mas pela possível frustração ao não obter sucesso nas diversas tentativas do processo escolhido, o que pode agravai ainda mais a crise conjugal.


"Toda crise de vida acaba sendo uma ótima oportunidade para o crescimento. Assim, apesar de dolorosa, a vivência da dificuldade de gravidez pode resultar em amadurecimento para ambos, individualmente e ‘como membro do casal’. Consideramos que o acompanhamento psicológico é desejável em casos onde o casal ‘se desorganiza’ para enfrentar esse problema", finaliza a psicóloga.

Por Carmem Sanches

Comente