Adoção por casais homossexuais

Adoção por casais homossexuais

Adotar uma criança não é só uma alternativa para casais que gostariam de ter filhos biológicos e não conseguem, muitos pais também são adeptos da adoção mesmo que já tenham crianças na família.

Em países como a Holanda já é possível a adoção por um casal homossexual desde 2000. Mas no Brasil essa realidade acontece a passos lentos. O programa “Fantástico”, da TV Globo, mostrou recentemente o primeiro casal homossexual a adotar uma criança. Foi o primeiro caso de dupla paternidade reconhecido pela justiça.

No interior de São Paulo, o casal de cabeleireiros Vasco e Junior adotou a menina Theodora. A pequena se dá muito bem com a idéia de ter dois pais, e a própria faz questão de chamar os cabeleireiros de pai, e não de padrinho ou qualquer outro nome. Theodora apenas pede uma irmãzinha, o que não será fácil, já que a família homossexual ainda não é reconhecida pelo IBGE.

Um novo projeto de lei da Câmara dos Deputados também torna mais difícil a adoção por casais homossexuais, por não terem uma estrutura familiar reconhecida. Mas a lei ainda precisa ser analisada pelo Senado.

“É uma questão que ainda não está definida no direito. Nos outros países tem sido muito mais liberado, mas aqui não está bem classificado. Não entendem dois homens como uma família. Mas isso ainda está sendo discutido, pois precisa analisar o ponto de vista emocional, da criança”, explica o advogado Edmilson Damasceno. “Infelizmente ainda temos uma sociedade muito discriminatória”, completa.

Veja também:

Cadastro Nacional de Adoção

Fonte - MBPress

Comente