Qual pílula pode ser tomada durante a amamentação?

amamentaçãopilula

Foto - Shutterstock

Com a chegada do bebê é normal que mães de primeira viagem fiquem com várias dúvidas, inclusive sobre se podem ou não tomar anticoncepcionais durante o período de amamentação. Acalmem-se. É permito tomar a pílula desde que orientadas por seus ginecologistas.

Como os médicos recomendam esperar pelo menos entre seis meses e um ano entre duas gestações para que o corpo se recupere, a amamentação pode até ter algum efeito contraceptivo, mas não é nada confiável. Por isso, alguns métodos são liberados durante este período em que mulheres ainda estejam em fase de aleitamento.

Abaixo, os três métodos mais usados por lactantes que não pretendem engravidar antes de um ano da primeira gestação:

O anticoncepcional mais indicado são as minipílulas ou então chamada pílula sem estrogênio. Elas são receitadas por possuir em sua base somente progesterona. Mulheres que estejam amamentando e querem evitar uma nova gravidez, as pílulas devem ser tomadas todos os dias, sem interrupção.

Outra opção é a injeção de progesterona. Eficiente em casos de amamentação, ela ainda tem a vantagem de você não correr o risco de tomar as pílulas todos os dias. É necessário que a mulher tome uma vez por mês ou uma vez a cada três meses.

O DIU (dispositivo intrauterino), depois de inseridos na vagina, impede a passagem dos espermatozoides para as tubas uterinas. É um método eficiente e que pode ser usado por mulheres que amamentam. Entre as vantagens do DIU estão a longa duração e o retorno rápido da fertilidade, depois de retirado.


Por Kelly Jamal

Comente