Qual o sexo do bebê?

A curiosidade para saber qual o sexo do bebê é cada vez maior entre os casais. O teste de sexagem fetal, como é conhecido, é um exame simples que pode determinar o sexo do bebê pelo menos um mês antes da ultra-sonografia.

A determinação do sexo fetal é feita por meio da análise do DNA do feto, que está presente em pequena quantidade no sangue materno. O exame pode ser realizado a partir da oitava semana gestacional, quando o índice de acerto alcança 99%.

“O teste baseia-se na pesquisa, no sangue materno, de seqüências do cromossomo Y, o qual só está presente em pessoas do sexo masculino. Em gestações únicas, a presença de material do cromossomo Y significa que o feto é masculino, enquanto sua ausência indica que se trata, provavelmente, de uma menina”, afirma Fernando Lopes Alberto, médico da área de biologia molecular do Fleury.

Nas gestações de gêmeos não-idênticos, a ausência de seqüências de Y indica que ambos os fetos são, provavelmente, do sexo feminino. Entretanto, se a investigação demonstrar presença de material do cromossomo Y, pode-se afirmar que, pelo menos um dos fetos é do sexo masculino.

Gestações anteriores não interferem no resultado da análise, uma vez que o DNA fetal circulante é rapidamente depurado da circulação materna após o parto. No entanto, o teste de sexagem fetal não é indicado para gestantes que porventura já tenham recebido transfusão sangüínea ou transplante de células sangüíneas de doador do sexo masculino.

O alerta dos médicos é que o exame não deve ser utilizado para o diagnóstico de gravidez, nem para finalidades relacionadas com aconselhamento genético ou com qualquer outro diagnóstico em Medicina Fetal.

Para a coleta de material para esse exame não é necessário nenhum preparo e o resultado fica pronto em cerca de cinco dias úteis.

Por Karina Conde

Comente