Os pés na gravidez

foto divulgação / Picadilly

Na gravidez todo o corpo da mulher passa por mudanças. E os pés, que sofrem com a maior sobrecarga no período, merecem cuidado especial. Segundo a ginecologista obstetra Alba Lúcia Ramos Zucco, desde o momento em que a gravidez for confirmada, a gestante precisa se preocupar com o tipo de sapato que está usando.

“Durante toda a gestação, os calçados devem ser confortáveis, adequados à estação e devem ter um salto discreto de 2 a 4 cm, e base larga”. A médica recomenda que se evite as rasteirinhas e os chinelos. “Não são apropriados. O salto é aconselhável até 4 cm, para melhorar a circulação venosa dos membros inferiores e facilitar o caminhar”.

Por motivos óbvios é bom evitar sapatos com saltos acima de 5 cm ou muito finos. Além de causarem desconforto e dor eles podem representar um risco maior de quedas e entorses. A atenção deve ser redobrada já que, como explica a Dra. Alba “Na gestação as articulações se tornam mais frouxas devido à ação dos hormônios”.

Por Karina Conde

Comente