Moda festa para gestantes

Moda festa para gestantes

Zazou Moda Gestante/Foto Divulgação

A gravidez transforma a vida de uma mulher, uma fase que merece ser vivida com muito estilo, sem aqueles vestidos pesados e sem graça. "A moda gestante fashion deve seguir as mesmas tendências da moda da estação. As mulheres têm hoje as mesmas opções de uma mulher contemporânea, apenas com o detalhe de todas suas peças serem feitas respeitando suas novas formas", ressalta Daniela Lobo, estilista da Zazou Moda Gestante.

E isso também inclui o look festa, que pode variar ao longo da gestação. No início da gravidez, até pelo menos o quarto mês, a barriga ainda não cresceu muito. "Para que não pareçam gordinhas, elas usam roupas que ressaltem a barriguinha". No final da gestação, elas chegam a engordar e querem algo para disfarçar os quilinhos extras, além de não mostrar a barriga.

"Acho que o segredo é valorizar os pontos que elas querem e anular o que lhes causa desconforto. No caso dos vestidos longos, o decote pode valorizar o colo. Se a festa permitir, use um vestido mais curto, optando por um tamanho que fique na altura dos joelhos, além de alongar a silhueta também destaca as pernas", ensina a estilista.

Em geral, se o casamento é a noite "principalmente se a grávida for madrinha ou parente próxima da noiva", o vestido longo é obrigatório. O mesmo vale para formaturas e ocasiões formais, "em que o marido esteja usando terno, por exemplo".

Os chamados "cocktail dress", na altura dos joelhos, sempre serão bem vindos em festinhas de aniversário ou jantares na casa dos amigos. "Pode também ser usado até em um casamento de dia, no campo ou na praia, que seja mais simples", lembra a estilista.

Na hora de escolher o melhor modelo pense em tecidos mais nobres, mas também confortáveis, entre eles, chiffon, cetim e seda. "O jérsei é um tecido com um ótimo caimento, além de ter elasticidade, sinal de total conforto. Para o verão, modelos mais amplos desenvolvidos em tecidos como organza, musseline e chiffon são ideais", recomenda Milton Bueno, gerente de marketing do Espaço Gestar.

[galeria]

"Não só para moda festa, mas para qualquer tipo de roupa para grávidas, procure sempre tecidos que contenham na sua composição uma porcentagem de elastano, ele é que vai dar mobilidade. Não adianta optar por um tecido mais barato, sem qualidade, pois com pouco uso e algumas lavagens já começa a apresentar problemas, perdendo o caimento da roupa", lembra Daniela.

Conforme a estilista, a moda gestante costuma filtrar tendências e adequá-las às grávidas. "O tomara-que-caia, um decote V, ou ainda decote império realçando o busto e a barriga, são alguns dos modelos que valorizam o corpo da gestante. Eles podem vir acompanhados de um detalhe como broche, echarpe ou um bordado, que servem apenas para complementar e dar um charme ao look, mas nunca roubar ‘a cena’", alerta.

Para ocasiões formais, vestidos de cores únicas como preto, fendi, verde e lilás, são os mais indicados pela estilista. Entre as estampas, algo mais sóbrio ou barrado. Quem já estiver enjoada de usar vestidos pode variar com um terninho, se for à uma formatura, por exemplo. Neste caso, ela recomenda uma calça de alfaiataria, com uma camisa social com decote reto.

Veja algumas dicas da estilista para você comprar sem se arrepender depois:

- O ideal é que ela compre o vestido de festa mais ou menos com duas semanas de antecedência. Nunca deixe para a última hora achando que precisa esperar até o limite, pois a barriga está crescendo. Os vestidos de boa modelagem já prevêem isto.

- Primeiro escolha que seja adequado a ocasião e dentro do seu estilo de vestir. Não precisa mudar apenas porque está grávida.

- Evite comprar um vestido de festa normal de tamanho maior, pois ele é maior como um todo e não apenas aonde ela precisa, como seios e barriga, assim ele vai ficar largo e sem um caimento legal, como um que tenha uma modelagem especializada própria para o corpo da grávida. A modelagem especializada proporciona conforto, sem apertar, principalmente quando a gestante se senta. O caimento certo também dá segurança, sem o risco de ficar caindo, quando fica em pé ou anda.

- É fundamental experimentar a peça no seu corpo antes de comprá-la, até para que os eventuais ajustes sejam feitos por uma costureira especializada em gestantes, afinal, o corpo das grávidas nunca são exatamente iguais.


- Uma compra inteligente é, antes de qualquer coisa, buscar por peças que sejam versáteis de acordo com seu acessório, com uma modelagem que permita usar a roupa mesmo depois da gravidez.

Por Juliana Lopes

Comente