Mãe supera câncer de placenta e se torna maratonista

cancer placenta maratona

Foto - Daily Mail

Michaela Cotterill estava grávida de 34 semanas quando começou a tossir sangue. Os médicos a diagnosticaram com um câncer raro, que se prolifera a partir das células da placenta.

Logo a doenca se espalhou e chegou aos pulmões. Os médicos que trataram Michaela disseram que ela não se recuperaria e que tinha menos de 24 horas de vida após o parto. "Quando dei à luz, levaram minha filha Maesie-Claire para fazer exames por duas horas. As duas horas mais longas da minha vida", contou ela.

No entanto, depois de dar à luz sua filha em 2008, Michaela se recuperou lentamente. Ela fez quimioterapia por 6 meses, perdeu os cabelos e em 2013, descobriu que estava grávida novamente. "Quando descobri minha gravidez, todas as velhas preocupações voltaram, mas deu tudo certo!" Em fevereiro deste ano, teve seu segundo filho, Lucas.

Agora a mãe de duas crianças está em treinamento, preparando-se para enfrentar a Great North Run, corrida de rua realizada para arrecadar dinheiro para a Teenage Cancer Trust, um grupo de caridade que a apoiou durante sua doença. "Eu quero dar algo de volta para a instituição de caridade que me ajudou", disse Michaella.


Por Helena Dias

Comente

Assuntos relacionados: doenças câncer placenta