Hiperêmese gravídica - problema que afeta a gravidez de Kate Middleton

Entenda o que aconteceu com Kate

Foto: Reprodução

Essa semana a duquesa de Cambridge, Kate Middleton, passou por um grande susto. Um dia após anunciar que estava grávida de quase três meses, fruto do casamento com o príncipe William, ela precisou ser internada com urgência em um hospital de Londres para tratar uma hiperêmese gravídica (HG).

Caracterizada por intensos vômitos e náuseas nos três primeiros meses gestacionais, o problema atinge uma a cada 200 gestantes. "A condição clínica faz com que a mãe não consiga se alimentar direito. Isso pode fazer com que essa mulher, em alguns casos, sofra uma desidratação e precise ser internada", informa o ginecologista e obstetra da Maternidade ProMatre Paulista, Dr. Luiz Fernando Leite.

Segundo o ginecologista, a hiperêmese gravídica é provocada pela elevação dos hormônios que, normalmente, são responsáveis pelos enjoos e vômitos durante a gravidez. Outros motivos são a deficiência de vitamina B1, B6 e C e questões emocionais. O problema é muito comum também entre mulheres com gravidez múltipla.

Além da desidratação pode ocorrer o chamado desequilíbrio hidroeletrolítico, que é marcado pela perda de sódio e potássio. "Essa perda excessiva de sais pode levar a mamãe a ter quedas de pressão, tonturas, desmaios, câimbras nas pernas e até uma arritmia cardíaca", informa o obstetra, alegando que durante esse período a mãe pode emagrecer até quatro quilos, mas não prejudica o bebê.

Nesses casos, a internação é a melhor solução. "Hidratamos a paciente com soro e damos vitaminas na veia, complexo B, vitamina C e potássio. No entanto, apenas o próprio soro já ajuda a melhorar", diz ele. "Após dois ou três dias ela já pode retornar ao trabalho normalmente", garante.


O obstetra descreve que a mamãe deve ter cuidados com a alimentação. Sendo assim, não deve comer em grandes quantidades, ter uma dieta fracionada e sempre mastigar bem os alimentos. "Tudo que é gelado e cítrico - como limão - é mais fácil para a mamãe ingerir. Alimentos secos, como biscoitos de água e sal, pratos com pouco molho e tempero também são ideais", ensina.

Dr. Luis Fernando salienta que a hidratação também é fundamental para as mulheres que têm hiperêmese gravídica. "Beba muita água, água de coco e repositores hidroeletrolíticos ou isotônicos como Gatorade, que vão contribuir para que não ocorra essa desidratação", orientou.

Por Stefane Braga (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: hiperêmese gravídica gravidez

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?