Grávidas e o calor

Grávidas e o calor

Dias muito quentes são desconfortáveis para qualquer pessoa, imagina então para as grávidas que tem que lidar com o barrigão e outras mudanças no corpo?

A ginecologista e obstetra Denise Coimbra explica que o calor proporciona um desconforto natural na gestante, pois ela tem temperatura corpórea maior. O calor pode ainda agravar o inchaço nos pés e pernas, comuns nessa fase. "O uso de meias de media compressão diminui o inchaço e a gestante deve tomar muita água ou suco durante o dia. A hidratação e a alimentação com frutas e verduras adequadas serão importantes para não reter líquido".

No caso da grávida que trabalha sentada é muito importante fazer uma pausa e caminhar um pouco a cada duas horas para manter boa a circulação. "Se possível, a gestante deve fazer drenagem linfática específica para o mês de gravidez".

Micoses, acnes e assaduras também são mais comuns entre quem está esperando um bebê em época de muito calor. Para evitar esses problemas, a médica indica evitar ficar de maiô ou biquíni molhado por muito tempo, usar calcinha de algodão e cuidar da higiene íntima mais vezes. Se notar sintomas, procure sempre a orientação do seu médico antes de usar qualquer produto, mesmo que seja para assadura e principalmente para micoses. "O bom senso vai permitir que a gestante não se automedique, nem que use medicamentos, chás ou pomadas indicadas pela mãe ou amigas. Cada pessoa tem um organismo e o médico conseguirá dar todas as indicações para a paciente".

Nesta fase da vida a higiene intima deve ser ainda mais valorizada. Denise explica que as mulheres grávidas estão ainda mais expostas. No verão a transpiração vaginal aumenta seu fluxo, fazendo com que os lactobacilos da flora vaginal (que produzem os ácidos naturais da região) trabalhem mais rápido para manter seu equilíbrio. Como a temperatura corpórea das gestantes eleva-se naturalmente, o cuidado deve ser redobrado. "A higienização íntima da mulher grávida deve ser feita apenas com água e sabonetes neutros, depois dos banhos de mar e piscina e após urinar e evacuar, preservando assim o local de infecções. No verão também é comum o aumento da incidência de corrimento, que deve ser tratado com a orientação de um profissional".

Praia

Mulheres que estão esperando um bebê estão mais propensas a sofrerem com manchas causadas pelo sol, é que nessa fase há a ativação da melanina. "A gestante deve usar o protetor solar normal, indicado pela obstetra ou pela dermatologista que a acompanha. O fator de proteção solar 15 está totalmente adequado. Deve também evitar ficar exposta ao sol, como qualquer pessoa, entre 10h e 16h. Além do protetor, um chapéu vai muito bem."


Com a proximidade das férias, a obstetra lembra que a mulher grávida, que não tenha intercorrência ou alguma contra indicação médica, pode viajar tranquila, mas deve ter sempre à mão o telefone do obstetra para eventualidades ou urgência.

Por Larissa Alvarez

Comente