Emagrecer após o parto

Emagrecer após o parto

Depois que o bebê nasce, além de todos os cuidados com o filho, as mulheres começam a se preocupar também em recuperar a antiga forma. Mas é importante ficar atenta porque se aventurar em uma dieta muito restrita pode prejudicar o seu bebê.

A nutricionista e professora de Nutrição da Uninove, Thelma Fernandes Feltrin Rodrigues, explica que o ato de amamentar auxilia bastante na redução do peso pós-parto, uma vez que para produzir o leite humano, a mulher tem um gasto energético muito alto. A cada litro de leite são gastas 900kcal. "O processo de produção e liberação do leite estimula as contrações uterinas, favorecendo o retorno ao tamanho original do útero."

A nutricionista alerta que nos primeiros meses após o parto, não é recomendado que a mamãe faça dietas com grandes restrições calóricas para não prejudicar a oferta de alguns nutrientes como o cálcio e a vitamina D. "As dietas deverão ser feitas sob a supervisão do nutricionista que avaliará o hábito alimentar da mãe e orientar sobre as substituições possíveis e necessárias favorecendo a redução gradativa do peso."

Thelma explica que a alimentação após o parto deve ser equilibrada e variada, composta por frutas, verduras e legumes diariamente. A mamãe deve ingerir também cereais como arroz, milho, trigo e leguminosas como feijões, ervilhas e soja. Carne de peixe, frango e boi, assim como os laticínios, não podem ficar de fora.

"É importante que as refeições sejam bem distribuídas ao longo do dia, ou seja, fracionada em 6 vezes, evitando ficar longos períodos sem se alimentar. A ingestão de água e sucos também é fundamental nessa fase da vida e pode auxiliar na produção de leite."

A nutricionista explica que a produção de leite não é prejudicada nem melhorada pelos tipos de alimentos consumidos pela mãe. Portanto, não há contra-indicações de alimentos. Porém, para prevenir o ganho de peso nesse período a mãe deve evitar o consumo excessivo de alimentos com alta densidade calórica e baixa oferta de nutrientes como doces, lanches do tipo fast-food, salgadinhos de pacote, frituras, biscoitos recheados, refrigerantes, entre outros. "Vale lembrar que a ingestão de bebidas alcoólicas deve ser desincentivada durante a amamentação."

Para as novas mamães, assim como para qualquer pessoa que pretende emagrecer, a atividade física é muito importante. A fisioterapeuta e coordenadora do curso de Fisioterapia da Uninove, Fernanda Varkala, conta que para o retorno da atividade física, assim como seu início durante o período gestacional deve ser levado em consideração o histórico de atividade física dessa mulher.

"Se for uma mulher que sempre foi ativa fisicamente, fez exercícios durante a gestação, após uma semana ela pode retornar de maneira gradativa às suas atividades. Caso seja sedentária, é necessário que ela se restabeleça do parto e em média, após 20 dias ela pode iniciar alguma atividade física."


Para a perda de peso a atividade mais recomendada é a atividade aeróbia como caminhada, andar de bicicleta, correr ou nadar. "Porém outras atividades são importantes para este o período como alongamentos, ioga, e relaxamento."

Por Larissa Alvarez

Comente