Dicas para recuperar a autoestima durante a gravidez

Dicas para recuperar a autoestima durante a gravid

Enfim, você está grávida. O momento é de festa, alegria e você não se aguenta de tanta felicidade. Nos primeiros meses, apesar dos enjoos, tudo continua maravilhoso e a satisfação por estar esperando um bebê só aumenta. Com o passar do tempo - e da mudança das medidas - algumas mulheres tendem a entrar em depressão e precisam recorrer a alguns mecanismos para recuperar a autoestima.

As mudanças hormonais também são determinantes nessa transição de humor. A Dra. Aline T. B, Muniz, médica especialista em Ginecologia e Obstetrícia do Hospital e Maternidade São Cristóvão, explica que os principais sinais dessa falta de autoestima e depressão durante a gravidez são a variação do humor e a perda de interesse ou de prazer nas atividades do dia a dia, cansaço, perda ou aumento do apetite, diminuição ou aumento do sono, culpa excessiva e visão pessimista do futuro.

"As mulheres grávidas se sentem inseguras em relação ao parceiro devido ao aumento do peso e das medidas. A depressão pode levar à inibição do desejo sexual durante a gravidez e até mesmo após o parto", revela Dra. Aline.

Fisicamente, a depressão durante a gravidez pode causar diversos problemas ao bebê e aumentar o risco de nascimentos prematuros, com baixo peso e internação na UTI neonatal. Segundo a especialista, a relação mãe-bebê também fica prejudicada, bem como aumenta a propensão de ingestão de drogas e álcool durante a gestação.

A ginecologista e obstetra afirma que, para evitar tais complicações, é necessário cuidar da alimentação, ter hábitos saudáveis, praticar exercícios físicos específicos para a gestação e buscar o apoio da família e do marido.

Quanto à autoestima, vale lembrar que a gestação dura somente nove meses e nesse período existe uma nova vida sendo gerada. Por isso, a mulher deve se adaptar e curtir o momento da melhor forma possível, sem perder a feminilidade. Já que não pode tingir os cabelos, a opção é fazer um corte diferente, comprar roupas novas - afinal, elas serão necessárias mesmo - e abusar dos vestidos. E já que junto com o crescimento da barriga chegam às estrias, a futura mamãe deve hidratar sempre a pele.


"É extremamente importante o diagnóstico correto e o tratamento da depressão durante a gravidez e pós-parto. As gestantes devem conversar com seus médicos obstetras sobre seus medos e ansiedades e esclarecer todas as dúvidas sempre. Caso o profissional ache necessário, as pacientes podem fazer uma complementação da avaliação do especialista, procurando psicoterapia e, em casos mais graves, usar medicação apropriada", finaliza a Dra. Aline Muniz.

Por Carolina Pain (MBPress)

Comente

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?