Deslocamento de placenta: o que é, causas, tratamentos e como evitar

Entenda o que é o descolamento da placenta, condição que fez Eliana ser internada às pressas
descolamento da placenta

Foto: Istock

A comunicação entre mãe e filho começa já na barriga, antes mesmo do bebê estar prontinho para nascer. Para que essa troca seja adequada, é preciso que a mulher grávida esteja em boas condições de saúde, podendo assim proporcionar à nova vida alimento e nutrientes que ela precisa para se desenvolver com saúde. Muitas mulheres grávidas não sabem, mas a placenta é fundamental nesse ‘diálogo’. O problema é que seu deslocamento (ou descolamento) pode acontecer em qualquer fase da gestação e aí a complicação é grave.

Foi isso o que aconteceu com a apresentadora Eliana. Grávida pela segunda vez, a apresentadora ela usou seu Instagram, para falar que vai se afastar do trabalho por conta da gestação, pois sofreu um descolamento da placenta. A menina que Eliana espera é do noivado com o diretor de televisão Adriano Ricco.

"Preciso salvar minha filha de um parto muito prematuro. Tive um descolamento da placenta. Sei que não depende só da minha vontade e do meu esforço, mas farei o impossível para trazer o meu fruto da melhor maneira que Deus permitir. Enquanto escrevo aqui na cama, sem poder levantar para nada, nada mesmo, lágrimas de dúvidas e medo escorrem pelo meu rosto. Mas tenho fé que em breve trarei boas notícias", disse.

Fazemos tudo por nossos filhos e já estou cuidando da minha pequena ainda dentro da barriga com muita dedicação. Por conta de um desses acontecimentos que não podemos controlar, apenas aceitar, estou em repouso por ordens médicas. Farei de tudo para que ela cresça e se desenvolva da melhor maneira possível aqui dentro. Preciso salvar minha filha de um parto muito prematuro. Tive um descolamento da placenta. Sei que não depende só da minha vontade e do meu esforço, mas farei o impossível para trazer o meu fruto da melhor maneira que Deus permitir. Enquanto escrevo aqui na cama, sem poder levantar para nada, nada mesmo, lágrimas de dúvidas e medo escorrem pelo meu rosto. Mas tenho fé que em breve trarei boas notícias.  Lidar com essa angústia é um exercício diário de paciência, consciência e amor. Arthur me ajuda muito nesse desafio. Ele está sempre comigo qdo volta da escola. Este é o melhor momento do meu dia, pois seu astral e alegria enchem meu coração de esperança. Juntos, nós desenhamos, conversamos e brincamos na medida do que eu posso. Ele está até se divertindo ao escalar a minha cama, que é alta, quando vem fazer desenhos ao meu lado para relatar o seu dia. Seu carinho comigo e com a irmã emociona quem vê. Já passa a mãozinha na barriga e conversa com ela dando o seu "Oi irmãzinha". Não conheço criança mais doce que ele... Adriano e minha mãe também me ajudam bastante. Sempre me doei em tudo o que fiz. Mas nunca fiz nada sozinha, pois estive cercada de pessoas igualmente envolvidas e dedicadas. Desta vez, agradeço a paciência de todos que me acompanham, incluindo meus queridos da produção, diretores do SBT e a família Abravanel, em especial ao Silvio Santos, pois pela primeira vez, em tantos anos, me retiro dos palcos temporariamente por um bem maior e com o apoio amoroso e sincero de todos. Tenho certeza que Patricia fará tudo com muito respeito, carinho e será um sucesso! Eu estarei assistindo realizada. É hora de me tranquilizar. Vou terminando por aqui. Acho que já escrevi demais. Agradeço, confio e entrego em suas mãos Senhor.  Em nome da minha família desejo que a sua seja abençoada. Já estou com saudades. Até breve??

Uma publicação compartilhada por Eliana Michaelichen (@eliana) em

O que e o descolamento da placenta?

O obstetra Juscélio Andrade, do Paraná, explica que quando ocorre deslocamento de placenta, ela se descola da parede do útero, interrompendo a comunicação adequada entre mãe e feto. “O quadro se apresenta com dor abdominal (útero hipertônico) e sangramento. E pode ser ocasionado por acidentes como trauma ou em decorrência de pré-eclâmpsia (hipertensão que pode resultar em convulsões e outras conseqüências mais graves)”, esclarece.

Ele diz que as pacientes mais propensas a esse tipo de complicação são as que já tiveram várias gestações prévias e claro, as hipertensas. O risco de morte para o bebê é alto, principalmente por falta de oxigênio para o feto. “Na mãe, as conseqüências são hemorragia e coagulação intravascular, que pode também levar a óbito”.

Tipos de descolamento

Para decidir sobre o tipo de descolamento, os médicos buscam duas coisas:

Se o sangue permanece dentro do útero da mulher ou flui para fora através da vagina. Uma mulher com descolamento de placenta sempre sangra, mas às vezes, o sangue permanece dentro do útero e só pode ser visto através do ultrassom. Esse tipo é chamado de descolamento oculto. Cerca de 20% dos descolamentos são ocultos.

A quantidade de placenta que se solta da parede uterina. Às vezes, apenas uma pequena parte da placenta se rompe e outras vezes, toda a placenta se separa. O médico utiliza um percentual de 10% a 100%, para indicar quanto da placenta ficou separada. Quanto maior for a parte separada da placenta, maior é o risco para a mãe e o bebê.

Tratamento para o descolamento da placenta

descolamento da placenta

Eliana chegou a ser internada após descolamento da placenta. Foto: Reprodução/Instagram

O tratamento médico do descolamento prematuro da placenta dependerá da sua intensidade e do tempo já decorrido de gestação. O obstetra saberá orientar a melhor conduta em cada caso.

Se a data da ocorrência deste sangramento estiver próxima da data prevista para o parto, ele deve ser adiantado, mesmo que o descolamento não seja grande, em virtude das suas possíveis complicações. Se o descolamento for pequeno, mas o bebê for ainda muito prematuro (menos de 28 semanas) e se mãe e filho estiverem bem, é possível esperar um pouco mais, mantendo a gestante em repouso, devidamente medicada e monitorada (tanto ela, quanto o bebê). Em casos mais sérios pode ser necessária uma cesariana de urgência. Trata-se, no fundo, em muitos casos, de pesar riscos e benefícios para a gestante e para o bebê.

Como evitar o descolamento da placenta?

Para evitar esse problema, o mais indicado é controlar rigorosamente a pressão arterial durante a gestação e, claro, evitar grandes traumas. “O tratamento efetivo é a realização de cesárea em tempo oportuno, para salvar o feto enquanto vivo e evitar as complicações maternas”, diz. Se planeja um novo filho ou já está com ele crescendo aí dentro, fique de olho na pressão.

Comente