Depilação durante a gravidez

Depilação durante a gravidez

Na gravidez a mulher tende a ficar mais sensível e isso tem reflexos na pele, que acaba precisando de mais cuidados.

A hora da depilação, que é sofrimento para todas as mulheres em qualquer momento da vida, é ainda pior para as gestantes. A esteticista e proprietária da rede Pello Menos, Regina Jordão, explica que essa sensibilidade ao toque faz com que fique mais fácil de aparecer machucadinhos e até lesões na pele.

Ela indica que durante a gravidez a mulher opte pelo uso pela cera morna já que este é o método menos agressivo. "A cera fria arranca mais brutalmente os pelos porque faz a depilação com os poros fechados. Já a cera quente abre os poros, então fica mais fácil de arrancar o pelo, mas ao mesmo tempo surge o desconforto decorrente da temperatura alta. A cera morna consegue abrir os poros, relaxando a pele e diminuindo a dor e a possibilidade de pequenos machucados."

Quando se aproxima a hora do parto, alguns médicos indicam que a gestante realize a tricotomia, que é a depilação total da região genital. Regina indica neste caso que a mulher já converse sobre isso com o seu médico e vá depilando aos poucos, porque o sofrimento será grande se a depilação for feita toda de uma vez, ainda mais próximo da chegada do bebê, quando a mulher está ainda mais sensível.

leia também


Por Larissa Alvarez

Comente