Cuidados com a saúde bucal são essenciais na gravidez

gravidez

Shutterstock

Um bom conselho que se pode dar a uma mulher que está pensando em engravidar é ir ao dentista e resolver todos os problemas bucais antes de ficar grávida. Isso porque durante a gestação, as alterações hormonais podem provocar problemas na boca.

Julio Cezar Sá Ferreira, pós-graduado em periodontia pela Universidade da California, Los Angeles, explica que durante a gravidez ocorrem mudanças físicas e fisiológicas no corpo, que além de outras situações, podem gerar alterações orais.

Segundo ele, alguns problemas bucais desta fase são provocados pela carência de cálcio na dieta materna. "O que acontece é que o bebê literalmente ‘rouba’ o cálcio da mãe e isso pode enfraquecer os dentes da gestante. Pois se o estoque de cálcio for insuficiente para os dois, o organismo feminino libera a substância contida nos seus ossos e dentes para o feto, e é por isso que se recomenda aumentar ingestão do mineral durante a gravidez", explica.

As inflamações de gengiva, como a gengivite e a periodontite, também afetam muitas futuras mamães e, segundo Ferreira, essa alteração chamada de gengivite gestacional ou gravídica, é um processo causado pelo acúmulo da placa bacteriana e pode ser evitada com higiene bucal adequada.

De acordo com o especialista, é comum que devido aos enjoos dos primeiros meses da gravidez, algumas mulheres negligenciem a higiene bucal, além disso, os vômitos eventuais deixam a boca mais ácida, o que pode prejudicar o esmalte dos dentes e fazer com que a placa se acumule.

"Por isso, depois de qualquer indisposição, é necessário fazer bochechos com água e enxaguantes bucais para promover a higienização", recomenda.

Além de prevenir essas complicações que afetam diretamente os dentes, um cuidado especial com a saúde bucal pode prevenir outros problemas na gestação, como o nascimento prematuro. "Uma infecção ou inflamação na boca leva o corpo a produzir maior quantidade de prostaglandinas, substâncias que causam contrações no útero e podem antecipar o nascimento do bebê", alerta Sá Ferreira.

Ele aconselha que a prevenção será sempre a maneira mais simples para evitar essas enfermidades. "Escovar os dentes corretamente no mínimo duas vezes ao dia, usar fio dental ou escovas interdentais (entre os dentes), escovar bem a língua e visitar o dentista para o exames frequentes é o mais aconselhável", adverte ele, revelando, ainda que uma dieta saudável ajuda a manter a saúde gengival.

"Novas pesquisas sugerem que uma dieta rica em ômega 3, encontradas em peixes, óleo de peixe, azeite de oliva, castanhas e amêndoas, pode também ajudar a reduzir o risco de inflamações", completa.

Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: notícias saúde bucal gravidez