Após 20 anos mulher com menopausa na adolêscência consegue engravidar

menopausa gravidez

Foto - Grosby Group

Até onde você iria para ficar grávida? A cabeleireira Louise Gilbert, hoje aos 39, foi bem longe. Ela descobriu que tinha menopausa precoce aos 19 anos e junto ao primeiro marido, com quem se casou em 1999, começou uma série de fertlizações in vitro.

Como o governo não aceitou fazer o tratamento pela rede pública, o casal refinanciou a casa para poder pagar o tratamento. Foram 3 tentativas em vão, que causaram vários danos emocionais à Louise. Ela chegou a tentar uma doadora de óvulos e certa vez engravidou de gêmeos, mas sofreu o primeiro aborto. Em 2004, depois de tanto estresse, o casal se separou.

Em 2011, ela conheceu Mark, com quem se casou e decidiu novamente tentar engravidar. O casal procurou uma clínica em Marbella, na Espanha, que tinha alta taxa de sucesso em fertilização. Louise engravidou novamente de gêmeos, mas sofreu aborto de um dos fetos na décima semana de gestação.

Porém, um sobreviveu e em 2012, a cabeleireira deu à luz Sofia. Ao todo foram 20 anos de espera e U$ 114 mil gastos em tratamentos para engravidar."Agora quero que o maior número de pessoas saiba a minha história, porque sei que há milhares de outras mulheres na mesma situação que eu estava. Sofia é nosso milagre e estou extremamente grata por finalmente tê-la em minha vida", conta a mamãe.


Por Helena Dias

Comente

Assuntos relacionados: engravidar gravidez