Alimentação para grávidas com diabetes gestacional

Diabetes gestacional  cardápio saudável

Os sucos não podem ser concentrados e sim diluídos em água. E até das frutas não se deve abusar: três porções ao dia no máximo!

Durante a gravidez é comum as mulheres passarem a redobrar a atenção com o que fazem e comem. E para as que têm diabetes gestacional esse cuidado precisa ser ainda maior, já que açúcares como mascavo, orgânico, refinado, entre outros, devem ser completamente excluídos das refeições.

O diabetes provoca uma elevação da glicemia (açúcar no sangue) que se agrava com a ingestão destes alimentos. "A hiperglicemia durante a gestação leva a um risco maior de complicações obstétricas e também para o bebê, como prematuridade, má formação, hiperglicemia ao nascer e etc.", alerta a endocrinologista do Hospital 9 de Julho, Dra. Roberta Frota.

A nutricionista Dra. Bruna Pineda alerta que o abuso do uso de adoçantes como sacarina, ciclamato e aspartame também devem ser evitados. "Esses alimentos artificiais são tóxicos ao feto e podem prejudicar sua formação. Deve-se ter o hábito de ler o rótulo dos produtos industrializados devido à quantidade excessiva de conservantes."

Nas gestantes as necessidades nutricionais estão aumentadas, mas isso não significa que elas terão que comer por dois. Nesta fase, as vitaminas são de suma importância, já que, entre outras funções, auxilia na formação do bebê. A alimentação deve ser diversificada para que a gestante e o feto obtenham todos os nutrientes necessários para uma boa saúde. "A reeducação alimentar aprendida durante a gestação servirá para manutenção do peso ideal após a chegada do bebê", afirma a nutricionista Dra. Gabriela Marcelino.

A nutricionista Dra. Eliane Cristovão alerta que os carboidratos simples (farinha branca, por exemplo) devem ser evitados também e substituídos por integrais. "Pão, macarrão integral e cereal matinal somente integrais. Os sucos, por sua vez, não podem ser concentrados e sim diluídos em água. E até das frutas não se deve abusar: três porções ao dia no máximo."

Dra. Gabriela indica que as gestantes que apresentam o quadro de diabetes gestacional façam um rigoroso controle para não oferecer risco ao bebê e nem a ela. "Além de todos os exames e consultas médicas de rotina, a futura mamãe deve passar por uma avaliação nutricional individualizada. Assim será orientada sobre o peso atual e futuro, controle da glicemia, bem como sobre quais alimentos deverão ser combinados para uma boa nutrição."

Aqui está um exemplo de um cardápio básico:

Café da manhã:

1 copo (250ml) de leite semidesnatado

2 fatias pão integral

1 colher (chá) de manteiga

2 fatias de queijo magro ou 1 ovo

1 fruta.

Lanche da Manhã:

1 pote iogurte natural.

Almoço:

1 prato (sobremesa) de salada de agrião, cebola e azeite

4 colheres (sopa) de arroz integral

2 conchas de feijão

1 bife de peito de frango grelhado

Bebida: suco de cenoura e laranja natural

Sobremesa: salada de frutas

Lanche da Tarde

1 copo (250ml) de suco de uva

2 fatias de pão integral

2 colheres (sobremesa) de requeijão ou 1 copo (250ml) de vitamina enriquecida com leite banana e aveia

Jantar:

3 colheres (sopa) de arroz integral

1 concha de feijão

3 colheres (sopa) de carne moída refogada com tomate, cebola e cheiro verde

Salada de brócolis, vagem fina e cenoura ralada, temperados com 1 colher (sobremesa) de azeite, vinagre e orégano

Bebida: limonada suíça

Sobremesa 1 fruta da época

Ceia:

1 pote de iogurte de frutas

1 fatia de queijo magro (minas, ricota, tofu)

2 castanhas do Brasil/Para


Lembre-se que cada pessoa tem as suas necessidades e apenas um profissional poderá indicar quais os alimentos corretos. Uma dieta saudável e uma atividade física com orientação são ferramentas necessárias nesse momento importante.

Por Flávia França (MBPress)

Comente