10 atitudes para engravidar este ano

O sonho de ser mãe finalmente aflorou? Para quem pretender engravidar este ano, é importante seguir alguns cuidados antes de dar esse passo importante.

Veja abaixo dicas simples para você manter o equilíbrio da família, sua saúde e a do bebê!

Faça um check up completo

A primeira coisa que toda mulher que pretende engravidar deve fazer é um checkup completo da saúde. Visite seu ginecologista para uma consulta pré-gestacional antes mesmo de interromper qualquer uso de método contraceptivo. O médico vai pedir uma série de exames, verificar as vacinas que você já tomou e condições clínicas como a tipagem sanguínea, possíveis doenças como infecções urinárias - a maior causa de partos prematuros -, rubéola, hepatites e endometriose e a forma mais adequada de parar com os métodos anticoncepcionais.

Participação masculina

Embora eles não precisem, na verdade, fazer inúmeros exames como as mulheres, é muito importante o homem que pretende ser pai checar como anda a saúde. Fazer exames de fertilidade e estar presente nas consultas com a mulher proporciona ao casal maior segurança ao tentar engravidar.

Cuidado com os medicamentos

Alguns medicamentos podem fazer mal durante a gestação e até causar malformações no feto. Mesmo aqueles que você está acostuma a usar, como para pressão alta ou convulsão, antiinflamatórios e antibióticos. Atenção também para os antidepressivos: eles são capazes de atrapalhar a ejaculação masculina e inibir a libido feminina. Consulte o médico e converse com ele sobre alternativas.

Ácido fólico

Esse é o mais comum na atualidade. Os médicos solicitam para toda mulher que pretende engravidar tomar ácido fólico pelo menos dois meses antes da gestação. Ele nada mais é que uma suplementação alimentar, porque contém ferro na formulação. E o ácido fólico previne as malformações do tubo neural, que gera as estruturas da cabeça e da coluna. Verduras verde-escuras também são ricas em ácido fólico, mas há complexos vitamínicos que ajudam em sua absorção.

Melhore a alimentação

Além do ácido fólico, outros nutrientes são fundamentais para preparar o corpo para uma gestação saudável. Peixes, que contenham proteína e ômega 3; frutas e verduras, que são ricos em várias vitaminas; feijão, que tem ferro, e leite, fonte de cálcio para os ossos da mãe e do bebê - principalmente a partir do 3º mês, quando essa estrutura começa a ser formada - fazem toda a diferença.

Cuidado com as drogas

Ainda que seu vício seja apenas o cigarro, pare. A nicotina faz vasoconstrição sistêmica - isto é, de todos os vasos sanguíneos do corpo do fumante, seja gestante ou não - por aproximadamente 20 minutos a partir de cada cigarro fumado. Isso faz com que os vasos sanguíneos que levam sangue ao útero reduzam seu fluxo por este tempo, consequentemente a placenta também vai enviar menos sangue ao feto durante este tempo, o que pode gerar fetos com baixo peso. Pense nisso e lembre-se: nada de fumaça, álcool e drogas ilícitas.

De olho no relógio biológico

Toda mulher tem seu reloginho biológico, não tem jeito. E claro que varia de organismo para organismo. No entanto, depois dos 35 anos a fertilidade feminina declina, e o risco de malformações aumenta. Por via das dúvidas, se quer mesmo engravidar, faça todas as checagens antes dessa idade e garanta uma gravidez saudável.

Reprodução assistida

Quem optar por fazer inseminação artificial, além de manter um acompanhamento com o ginecologista, precisa escolher uma clínica de confiança, que saiba dosar os medicamentos de forma controlada. Se você já fez isso e viu que seus exames indicaram tuba pélvica e cavidade uterina normais, é só correr para o abraço - do bebê.

Mantenha hábitos saudáveis

Leve uma vida saudável. Coma e durma bem, esteja bem com você mesma e faça exercícios regulares sem exagero. Agora é hora de pensar em você. Simples assim!

Faça sexo!

Pelos métodos naturais, não tem outro jeito, né?! Portanto, agarre o maridão sempre te tiver vontade. Todo casal que quer engravidar deve ter, se possível, relações sexuais em dias intercalados, ou pelo menos 2 ou 3 vezes por semana. E fique de olho no seu calendário menstrual para aumentar as chances: o período mais fértil da mulher fica entre o 12º e o 18º dia do ciclo, portanto o mais propício para acontecer a fecundação. Fica a dica!

Por: Natália Farah

Comente

Assuntos relacionados: mãe engravidar gravidez