Viagem com os pequenos: como eles se adaptam a outros países?

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Viagem com os pequenos para outro país

Foto: Heide Benser/Corbis

Passar um período fora do Brasil por conta de uma oferta de emprego melhor, para aprofundar os estudos ou simplesmente a passeio é algo que atrai muitas famílias. Porém, se a criança já sofre o impacto das diferenças culturais dentro da própria nacionalidade, como elas se adaptam à cultura de outros países?

Para Priscilla Perlatti, 34 anos, mãe de Stella, de sete anos, e de Lia, quatro, autora dos blogs "Mãe de duas", Vamos Aonde e ainda produtora do Mamatraca, isso varia de acordo com a personalidade e idade da criança. "Um fator que facilita a adaptação dos pequenos - durante uma viagem de férias ou expatriação da família - é os pais conversarem e explicarem o que está acontecendo. Além de abrir espaço para que a criança expresse seus sentimentos e opiniões", opina.

A blogueira já viajou com a filha mais velha, Stella, para os Estados Unidos. Na época, a menina tinha apenas cinco anos e as duas passaram dez dias no país. No ano seguinte, a família completa mudou o destino. "Eu, meu esposo e as duas meninas fomos para o Chile para passar as férias escolares. Ficamos dez dias no país", relembra.

Stella e Lia ficaram surpresas em muitos aspectos. Um exemplo foi o fato de ninguém falar português, mas em nenhum momento sentiram-se incomodadas por estarem em conto com outra nacionalidade. "Durante as viagens minhas filhas ficam curiosas e logo procuram aprender palavras-chave como bom dia, por favor e obrigada para se comunicarem com as pessoas", conta Priscilla.

A única dificuldade que ela teve relacionada à adaptação das meninas foi com a alimentação. "Crianças costumam ser bem seletivas e ter o paladar limitado. Fazê-las experimentar novos sabores e pratos, apesar de ser um dos pontos altos de qualquer viagem, pode ser estressante para a família. Nas viagens, o macarrão na manteiga sempre me salvou em qualquer lugar", descreve Priscilla.

O segredo para as excursões com as pequenas serem bem sucedidas é que a blogueira sempre se preocupa em conhecer a cultura regional. Dessa forma, ela a apresenta às filhas de antemão e esclarece as curiosidades das meninas ao longo do passeio. De acordo com Priscilla, uma opção é buscar orientação em blogs de viagens em família, pois estes possuem sugestões de destinos com esse grupo, dicas e muitas outras informações.

Para estimular as crianças, você pode, inclusive, envolvê-las no planejamento da viagem. Já existem no mercado guias turísticos em português direcionados para os pequenos. A exemplo disso tem a coleção "Proibido para Maiores" da Lonely Planet. Mas antes de colocar o pé na estrada, a blogueira alerta: "Verifique toda a documentação necessária para a família: passaportes, vistos e vacinas - se necessário - e qualquer outro detalhe legal ou burocrático para evitar dor de cabeça nos aeroportos".

Priscilla e família já têm destino certo para as próximas férias escolares: os Estados Unidos. Siga as dicas e escolha o seu também!

Por Stefane Braga (MBPress)

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente