Viagem com a família: dicas para os pais

Viajar com os filhos

Está na hora de fazer as malas e levar a criançada para as tão esperadas férias. A família não pára de crescer e você ainda não pode se dar ao luxo daquele cruzeiro perfeito, só com o maridão.

Para que você não acabe as férias ainda mais cansada do que começou - e aproveite a folga do trabalho para relaxar - o Vila Filhos foi atrás de dicas que podem salvar seus dias.

A agente de viagens Kamilla Cintra Machado diz que escolher o destino com cuidado é primordial para não se arrepender depois. “Lugares com diversão garantida, com parques , pontos turísticos e shoppings é sempre boa pedida”, conta. Dependendo do tamanho dos pimpolhos, cidades muito quentes ou muito frias devem ser evitadas.

Fora o destino, Kamilla diz que escolher o pacote certo é fundamental. “A família precisa pesquisar uma opção que agrade a todos. Pacotes com hotéis e passagem incluídos podem significar economia”, indica.

Não se esqueça de verificar se precisa de cama extra ou berço no quarto e informe-se sobre as regras quanto aos pequenos. Escolha as opções com áreas de lazer, playground, piscina, campo ou quadra de esportes. Depois do almoço, quando você quiser descansar, poder mandar os filhos brincar na área de recreação é o paraíso.

É bom lembrar também que em algumas companhias aéreas, crianças de até 2 anos pagam apenas 10% do valor total da passagem e os maiorzinhos, de até 12, pagam metade. “Trens e outros transportes em cidades turísticas normalmente oferecem desconto para as crianças. Vale sempre a barganha”.

Na hora de tirar a família de casa, todo mundo deve estar com a saúde em dia. As crianças devem ter sido vacinadas e é importante que todos tenham um convênio médico. Com tantas atividades diferentes, é comum que o organismo da criança se desregule um pouco ou, com tanta excitação, não é difícil imaginar tombos e escorregões. Todo cuidado é pouco, ainda mais quando se está longe de casa.

Economizar nas férias é como tampar o sol do verão com uma peneira. Impossível. Então, antes de sair já estabeleça um limite, de quanto cada membro da família pode gastar. “As crianças pedem tudo que vêem pela frente e é preciso que os pais tenham controle do que gastam”, alerta Kamilla.

Não esqueça os documentos de todos - inclusive dos pequenos. Para viagens internacionais, até mesmo os bebês precisam de passaporte. E, importante: no caso de apenas um dos pais viajar com as crianças, é necessária autorização do outro para tirar os filhotes do país.

Agora, pode fechar as malas e embarcar. Lembre-se de levar protetor solar, roupas leves e muita, muita paciência. As crianças têm energia de sobra e, para não esgotar a sua, o ideal é entrar no clima da brincadeira e cair na diversão. Você vai adorar ver as fotos dos sorrisos quando as férias acabarem.

Veja também:

Viagem com filhos - planejamento

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente