Verão: cuidado redobrado com as crianças

Crianças no verão  cuidado redobrado

Foto: Harry Vorsteher/Corbis

Junto com os dias mais quentes do ano chegam as férias das crianças. Sedentas por aproveitar cada minutinho desse período, elas não medem consequências e precisam da supervisão constante dos pais para não saírem da linha.

E quando o assunto é alimentação, é preciso fazer com que as crianças não exagerem. "Os pais devem conversar com elas antes, explicando quais serão as regras. Combina-se o que poderá e o que poderão comer", diz Dr. Marcelo Reibscheid, pediatra criador do portal Pediatria em Foco.

"Cabe aos pais cuidarem da alimentação das crianças e sempre deverão conversar com todos que estiverem nas ceias e nas festinhas para que não instiguem os pequenos com guloseimas que eles não estão autorizados a ingerir."

Além da alimentação, os pais devem ter cuidado com o sol. Conforme explica o pediatra, protetor solar e bonés são parte do kit obrigatório. Além disso, devem ser obedecidos os horários recomendados pelos médicos: exposição ao sol somente antes das 10h e após às 16h.

"Os pais devem repassar o protetor solar sempre que a criança sair da água e se lembrar de colocá-las para descansar na sombra". E completa: "Embaixo do guarda-sol incide 70% de radiação, assim, o protetor solar também é necessário nessas situações". A hidratação durante os dias quentes também merecem atenção. Incentive a criança a ingerir muita água e alimentos leves e saudáveis, como frutas.

Por ficarem muito tempo na água fria, um resfriado pode estragar a diversão. Para evitar esse tipo de decepção leve sempre toalhas e roupas secas para a saída da água e retire as crianças quando começar a ventar ou esfriar. "Faça também com que elas descansem no decorrer do dia para poderem se recuperar", orienta Dr. Marcelo.


As temidas picadas de mosquitos podem ser evitadas com mosquiteiros ou loções antimosquitos. Em crianças maiores, o pediatra libera o uso de inseticidas e repelentes. "A aplicação de loções à base de citronela também poderão ajudar e o uso preventivo de algumas vitaminas, como o complexo B, também são bem-vindas", lembra.

Com a supervisão constante dos pais ou de um responsável as crianças ficarão protegidas não apenas desses contratempos, mas também de situações mais sérias, como quedas, afogamentos e queimaduras. Longe do perigo, a diversão é garantida!

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente