Saia justa com as crianças

Saia justa com as crianças

Crianças são umas gracinhas. Espontâneas e sinceras a tal ponto que nos metem em saias justíssimas de vez em quando! Que mãe nunca passou vergonhas lendárias com os filhos quando, de repente, eles resolvem dar piti no supermercado só porque querem uma dúzia de iogurtes, arrotam bem alto em pleno restaurante, entregam para sua melhor amiga que você achou o penteado dela horroroso, ou quebram o vaso de estimação da sua sogra? Situações verdadeiras e embaraçosas como essas nos fazem querer sumir num estalar de dedos, mas acabam virando histórias divertidas no futuro.

A jornalista Simone Queirós conta que seu pequeno Matheus, de 6 anos, ouviu a avó reclamar que a faxineira havia manchado o sofá de couro, após limpá-lo de maneira inadequada. Quando a moça chegou ao trabalho, ele não teve dúvidas. Na frente da avó disse: “você estragou o sofá!”. E, diante da defensiva da faxineira, arrematou: “foi você, sim, minha avó falou!”. Na hora, a reação da avó foi desmentir o menino, mas a situação foi mesmo constrangedora.

Para cada caso, é preciso ter classe, saber como agir, evitando que o estrago seja ainda maior. Veja as dicas.

  • Não ignore os berros de infelicidade da criança. Ela quer chamar sua atenção e se você se fingir de morta, ela aumentará o volume, com certeza!
  • Não ceda aos seus caprichos apenas para encerrar o escândalo, ou a cena se repetirá a cada exigência do pequeno.
  • Abaixe-se à altura dele, seja firme e enérgica, mas lembre-se de que não é necessário gritar. Então, tente negociar, mas proponha algo que realmente será capaz de cumprir.
  • Se nada der resultado, conscientize-se de que o passeio acabou. Levante a sobrancelha, não olhe para os lados, pegue o pestinha no colo e saia do recinto!
  • Se a criança quebrar algum objeto na casa de parentes ou amigos, não finja que não viu. Mostre ao dono, peça desculpas e ofereça-se para pagar o prejuízo, ainda que seja muito íntima dos anfitriões.
  • E como prevenir é sempre melhor que remediar, fique ligada na hora em que for conversar assuntos íntimos ou secretos. O melhor é esperar que as crianças não estejam por perto!

Leia também - Filhos, duas alegrias: quando acordam e quando dormem!

Por Adriana Cocco

Comente

Assuntos relacionados: filhos crianças mãe saia justa vergonha