Roupa combinada em família

Roupa combinada em família

Foto: reprodução/ site WGSN

A criatividade dos japoneses é conhecida pelo mundo todo, e essa vontade de criar novidades reflete também nas roupas. As mulheres, que adoram peças coloridas e diferentes, lançaram uma nova moda: looks combinados em família. Mas será que esse é o tipo de moda que pega no resto do mundo?

Para a consultora de moda Bia Kawasaki, apesar de não ser uma tendência muito elegante, a moda promete pegar, inclusive aqui no Brasil. Por exemplo, você já notou que algumas vitrines tendem a montar looks (normalmente masculinos) e depois colocar ao lado versões mini para os filhos? "Os pais amam, não ligam se é brega ou não".

Além disso, há uma questão comportamental. Bia lembra que todas as crianças adoram copiar os pais na hora de se arrumar. A diferença é que antigamente as mães impediam mais, hoje está mais liberado. Sorte das confecções que andam lucrando bastante com roupas infantis de grife tão caras quanto as de adultos.

Modo de usar

Se você se empolgou com a tendência e já está pensando em sair combinando com a criançada, a consultora dá algumas dicas. No Japão as mulheres já têm um ar de vanguarda na maneira de se vestir, cheias de cor, estampas combinadas o que torna o visual mais infantil. Aqui no Brasil a idéia é inversa, ao invés das mães saírem infantilizadas, os filhos vão ganhar um ar mais adulto, nada de muito ‘frufru’ ou estampas infantis. "É necessário ficar bem atenta ao outro lado para que a criança também não se torne um mini adulto. A moda não pode prejudicar a infância, criança tem que ser criança."

Maria Fernanda Abreu, de 32 anos, é mãe de gêmeos, um menino e uma menina de dois anos, e conta que gosta de coordenar o look dos dois. "Não arrumo os dois iguais, mesmo porque tenho um menino e uma menina, mas gosto de colocar itens que combinem. Acho bonitinho, pelo menos enquanto eles são pequenos e eu posso escolher". Mas sobre a nova moda ela tem outra opinião: "Aí já acho um pouco demais, não sei se acho muito bacana não", diverte-se.

[galeria]

Já Celso Oliveira, de 40 anos, que tem um filho de seis anos conta que já comprou diversas camisas iguais para ele e para o filho. "Não sou muito ligado em moda, mas acho legal, algumas vezes fui comprar camisas para mim e vi a versão infantil e acabei levando pra ele. Ele curte também sair vestido igual, para mim é muito mais uma questão de diversão do que moda".


Entre as marcas que criaram coleções infatis seguindo as propostas adultas estão as super famosas Dior, Louis Vuitton, Berberry, DKNY, Kenzo, Chloé, Missoni e Lacoste. Já aqui no Brasil, Isabela Capeto e Ronaldo Fraga são exemplos, assim como Alexandre Herchcovitch que criou uma coleção infantil para a C&A com carinha de gente grande.

Por Larissa Alvarez

Comente