Regras para parques de diversões

Regras para parques de diversões

Para que a diversão das crianças aconteça sem nenhum problema, a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e Adibra (Associação das Empresas de Parques de Diversões do país) elaboraram normas que visam a aumentar a segurança em locais como parques de diversões, parques aquáticos e bufês.

Baseadas nos sistemas norte-americano e europeu de controle, as Normas Brasileiras para Parques de Diversões, entraram em vigor no último dia 25 de março. O documento trata de assuntos bem variados como fabricação, operação, quesitos de segurança, restrições de altura mínima e máxima, restrições médicas e documentos de inspeções pelas quais um parque de diversão, aquático ou bufê infantil deve passar para funcionar. A notícia ruim é que, apesar das normas estarem disponíveis no site da ABNT, elas são pagas.

As normas são uma sugestão do que deveria ser seguido para evitar acidentes nesses locais, não são lei. O interessante é quando frequentar um parque como esse, ficar atento as condições oferecidas como também as crianças e só permitir que elas brinquem se forem respeitadas altura determinada e em brinquedos com cintos e travas em perfeitas condições.

Por Larissa Alvarez

Comente

Assuntos relacionados: filhos crianças segurança abnt