Quais as diferenças entre alergia, resfriado e gripe?

Quais as diferenças entre alergia resfriado e grip

Alergia, resfriado e gripe. Três dos assuntos mais repetidos nesta época do ano. Mas você tem certeza que sabe diferenciar um do outro?

O resfriado afeta nariz, ouvido ou garganta, provocando coriza, irritação das mucosas, tosse, espirros e algumas vezes febre baixa. A gripe tem sintomas mais fortes como febre alta, dores musculares, cansaço e dificuldade para respirar.

As alergias, quando aparecem como sintomas respiratórios, podem ser confundidas com gripes e resfriados: espirros, coceira no nariz e nos olhos, coriza e obstrução nasal. Os agentes causadores de alergias podem ser vários, entre eles poeira doméstica e ácaros da poeira, alimentos e medicamentos, fungos, pelos de animais, venenos de insetos e polens de plantas.

A alergia é uma doença desenvolvida principalmente por predisposição genética. A probabilidade de uma criança com ambos os pais alérgicos também sofrer desse mal é de aproximadamente 90%. Se apenas um dos pais tiver alergia as chances diminuem para 40% a 50%. E mesmo que nenhum dos pais seja alérgico, as chances de desenvolver alergia ainda existem e são de 15%.

Como é um fator genético, não há muito que fazer para prevenir que elas aconteçam. Mas as mamães podem tomar algumas medidas para que as reações alérgicas não sejam tão freqüentes como evitar o contato da criança com o agente causador. Ou seja, se há alergia a pó, quanto menos depósitos de poeira no quarto, melhor. Um quarto sem carpete ou tapetes, sem almofadas e bichos de pelúcia na cama é mais adequado para uma criança alérgica.

Já no caso de gripes e resfriados o que acontece nessa época é que nos dias mais frios o clima está mais seco e, por isso, mais poluído. Como as vias respiratórias ficam sobrecarregadas por causa do ar que chega ao nariz e aos pulmões com qualidade pior, o corpo fica mais suscetível a infecções.


Até por isso nessa época vale tomar algumas medidas para evitar o contágio. Por exemplo, evite levar seu filho a locais fechados e com aglomerações, estimule as crianças a lavar as mãos várias vezes ao dia, ofereça bastante líquido às crianças, e mantenha a casa sempre limpa e arejada.

Por Larissa Alvarez

Comente